CRIA logo

Como arrasar na redação do vestibular? 10 dicas!

Compartilhe

Para te ajudar a conseguir a melhor pontuação possível, preparamos 10 dias de como arrasar na redação do vestibular! Confira!

Vai prestar o vestibular ou o ENEM esse ano e quer aprender a como arrasar na redação do vestibular? Infelizmente não existe uma fórmula pronta, mas é possível atingir uma nota satisfatória na redação por meio de algumas estratégias.

O vestibular é dos momentos desafiadores dos estudantes, principalmente do ensino médio. Entretanto, a redação ainda continua sendo o grande medo dos estudantes, já que o tema sempre é uma surpresa para os participantes de qualquer prova.

Mesmo que a proposta seja desconhecida, existem estratégias que permitem arrasar na redação do vestibular mesmo sem conhecer muito o sobre o tema.

Assim, confira algumas dicas do CRIA de como arrasar na redação do vestibular. Continue conosco e boa leitura.

Dicas de como arrasar na redação do vestibular

Para entender como arrasar na redação do vestibular, confira 10 dicas abaixo que podem ser a solução para atingir uma boa pontuação na prova.

Você também pode se interessar por:

1. Conheça o estilo da prova:

O primeiro passo é se familiarizar com os tipos de textos cobrados no vestibular, como dissertação, narração, carta argumentativa, entre outros. Cada um desses gêneros textuais possuem exigências, ou seja, características e estruturas diferentes.

Além disso, cada prova vestibular pode solicitar um tipo de gênero. Assim, vale a pena se atentar às instruções e ao manual candidato. Algumas mantêm o mesmo gênero textual ao longo dos anos, enquanto outras, não.

Um bom exemplo é a proposta de redação do vestibular da UNICAMP, na qual o candidato pode encontrar diversos gêneros textuais com 5 tipologias centrais: dissertação, narrativo, descritivo, expositivo e opinativo.

Entretanto, a UFPR, por exemplo, conta com uma prova de produção de texto que consiste em 3 questões dissertativas. Nesse sentido, cada uma dessas questões baseia-se em um texto diferente, e o comando da pergunta exigirá que você crie um relato, um resumo, um texto dissertativo-argumentativo ou qualquer outro tipo de texto a partir da leitura dos materiais de apoio.

2. Leia bastante:

Não dá para negar a importância da leitura nos estudos, certo? O fato é que a habilidade de leitura é um dos alicerces para o sucesso na escrita de qualquer texto, especialmente na redação de vestibulares e exames como o ENEM.

Desse modo, a leitura regular contribui para a expansão do vocabulário. Então, expor-se a diferentes estilos de escrita e terminologias especializadas enriquece a linguagem e melhora a comunicação escrita e verbal.

Aqueles que leem mais tendem a desenvolver habilidades de escrita mais eficazes. Ao observar diferentes estilos de escrita, os estudantes podem aprimorar sua própria expressão escrita e estrutura de argumentação.

3. Treine regularmente:

Pratique a escrita regularmente, abordando temas diversos. Além disso, estabeleça um cronograma de estudos que inclua redações semanais para melhorar suas habilidades.

Explorar diversos temas é essencial, já que é impossível prever qual será o tema solicitado na prova. Entretanto, a estrutura da redação já é pré-estabelecida na maioria dos casos, assim, é muito mais fácil.

4. Entenda a estrutura da redação:

Conheça a estrutura básica de uma redação, que geralmente inclui introdução, desenvolvimento e conclusão. Nesse sentido, saiba como organizar suas ideias de forma clara e coesa.

De modo geral, as redações possuem o mesmo padrão de estrutura, ou seja, introdução, desenvolvimento e conclusão. Mas nem todas são iguais, mesmo que o gênero seja o mesmo.

Por exemplo, uma redação para o ENEM e para FUVEST podem ser semelhantes em vários aspectos, mas não são idênticas. Um ponto principal é que o ENEM é precedido por 5 competências que refletem as habilidades que os participantes devem demonstrar ao escrever a redação do exame.

Já a FUVEST avalia habilidades como a utilização da norma padrão, conhecimento de mundo, posicionamento do estudante em relação ao tema. Além disso, os corretores também consideram a capacidade de relacionar diversas áreas do conhecimento com um mesmo tema, a coesão e a coerência textual.

Apesar de se tratarem de pontos semelhantes, não há competências explícitas, mas podem ser observadas no Manual do Candidato no site da instituição.

5. Desenvolva a argumentação:

Trabalhe na construção de argumentos sólidos e bem fundamentados. Então, utilize exemplos e evidências para sustentar suas ideias.

Os argumentos são os fatos, as provas e os dados que o candidato transforma em razões para apoiar sua tese. Assim, o gênero textual dissertativo-argumentativo permite avaliar o estágio de formação e preparação do candidato que o escreve, pois requer razões e argumentos capazes de sustentar uma opinião.

Eles são elencados a partir da tese, isto é, o resumo da principal ideia ou argumento que o candidato pretende desenvolver e defender. Assim, para a defesa, é preciso argumentar a fim de persuadir a banca corretora.

6. Atenção à gramática e ortografia:

Erros gramaticais e de ortografia podem prejudicar sua nota. Revise cuidadosamente seu texto para corrigir possíveis equívocos.

Escrever corretamente ajuda a transmitir suas ideias de maneira clara e compreensível. Assim, erros gramaticais e ortográficos podem prejudicar o significado de suas palavras, dificultando a compreensão por parte do leitor.

Por isso, evitar essas armadilhas e aumentar a clareza e a eficácia de suas redações pode gerar um resultado muito positivo. Ao compreender o uso correto dessas palavras, você poderá comunicar suas ideias de forma mais eficaz, evitar erros gramaticais e criar uma redação polida e profissional.

7. Seja claro e objetivo:

Evite rodeios desnecessários. Seja claro e objetivo na transmissão de suas ideias, ou seja, evite a redundância. Mas o que é isso?

A repetição desnecessária de palavras, ideias, informações ou expressões em um texto, é conhecida como redundância, o que pode resultar em uma comunicação repetitiva e pouco eficiente. Então, ela ocorre quando algo é dito mais de uma vez, de maneira que a informação extra não acrescenta nada relevante.

Existem diferentes tipos de redundância, às quais o candidato deve se atentar para não cometê-las ao longo de sua redação. Afinal, a repetição compromete a clareza, a objetividade e a fluidez do texto, tornando-o prolixo e cansativo para o leitor.

8. Esteja atualizado:

Mantenha-se informado sobre eventos atuais e temas relevantes. Ter conhecimento atualizado pode enriquecer seus argumentos.

No vestibular ou ENEM, os candidatos são desafiados a pensar, examinar e discutir temas presentes no centro dos debates sociais, políticos, financeiros e culturais.

Desse modo, estes assuntos não apenas testam a capacidade de compreensão e de lidar com os desafios reais, mas também visam aumentar sua consciência e capacidade de pensamento crítico.

Então, para ter sucesso na prova, é necessário observar e entender questões ambientais e sociais até os problemas tecnológicos e políticos que afetam o mundo moderno.

9. Atenção à proposta da redação:

Certifique-se de que você está realmente abordando o tema proposto na redação. Às vezes, o candidato pode se perder e fugir do assunto central.

O tangenciamento do tema é um fator comum que zera a redação do ENEM e de outros vestibulares. Portanto, a redação deve ter o tema como centro. Para garantir isso, tente mencionar algumas vezes as mesmas palavras utilizadas na frase-tema. Esse processo auxilia na retomada do assunto durante a redação.

10. Peça feedback:

Se possível, peça a professores, colegas ou familiares para lerem suas redações e darem um feedback construtivo. Além disso, você pode utilizar uma ferramenta automática de correção de redação por inteligência artificial como o CRIA.

Uma ferramenta de correção automática de redações é um software projetado para analisar e avaliar textos escritos, como redações, ensaios ou outros tipos de escrita, a fim de identificar erros gramaticais, estrutura do texto e oferecer sugestões de melhorias.

O uso de inteligência artificial para correção automática de redações tem o objetivo de facilitar e agilizar todo esse processo. Assim, surge o CRIA: o corretor de redação por inteligência artificial.

O CRIA foi projetado para ser um corretor baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural. Assim, todo esse processo é realizado por meio da aprendizagem de máquina, ou seja, machine learning.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já sabe como arrasar na redação do vestibular, é hora de praticar. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Então, através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

correcao do cria
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Foto: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

como arrasar na redacao do vestibular
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »