CRIA logo

Como estudar nas férias? Confira 10 dicas infalíveis!

Compartilhe

Muitas pessoas aproveitam o período de descanso para focar no aprendizado. Não sabe como estudar nas férias? Nós te ajudamos.

Como estudar nas férias? Parece quase impossível, certo? Entretanto, com algumas dicas esse processo pode ficar bem mais fácil. Mas vale lembrar que as férias são um momento de descanso. Por isso, o estudante deve é manter um equilíbrio entre estudos e descanso durante esse período.

A rotina e os bons hábitos auxiliam a se manter no caminho certo para alcançar seus objetivos. Mas, se você estuda no mesmo espaço todos os dias, olhando para a parede e lendo o mesmo material repetidamente, seu cérebro estará pronto para desistir. Afinal, manter o foco e a rotina é um desafio.

Por isso, aprender a como estudar nas férias tem algumas vantagens. Se você mantiver uma rotina de estudos, poderá alinhar o que foi aprendido e colocar o cronograma em dia.

Então, quando as aulas começarem, você terá uma ideia melhor do que o professor está falando, isto é, não se sentirá completamente perdido na aula. Desse modo, se você tiver uma compreensão básica de algumas ideias-chave, também será muito mais fácil lembrar e reter as informações aprendidas em sala.

Confira agora algumas dicas essenciais preparadas pelo CRIA para aprender a como estudar nas férias. Continue conosco e boa leitura.

como estudar nas ferias
Como estudar nas férias? Algumas dicas pode tornar esse momento menos desafiador. Entretanto, respeite a necessidade de descanso – Foto: Pexels.

Como estudar nas férias?

Estudar durante as férias pode ser uma forma eficaz de revisar conteúdos, aprofundar conhecimentos ou até mesmo explorar novas áreas de interesse. No entanto, é importante equilibrar o estudo com momentos de descanso e lazer.

Assim, aqui estão algumas dicas sobre como estudar nas férias de maneira produtiva:

1. Leia muitos livros

As férias são uma ótima oportunidade para descontrair e relaxar com um bom livro. Sem dúvida, leia alguns livros para se divertir, mas você também pode usar todo esse tempo de forma produtiva, escolhendo seus livros com sabedoria, tematizando-os com o que estudará no novo ano letivo.

Antonio Candido defendia a literatura como direito humano básico. No ensaio O direito à literatura, ao explorar o significado dos direitos humanos, Candido questiona a ausência da literatura entre aqueles que deveriam ser considerados direitos básicos de todo ser humano.

Além disso, você não precisa ler sobre as matérias que vai estudar. As férias também são sua chance de aprender sobre assuntos que lhe interessam, mas que não são opções na escola.

Independentemente do que você ler, você manterá suas células cerebrais em ação, pensando em questões relevantes e aprimorando seus conhecimentos gerais.

Você também pode se interessar por:

2. Assista televisão

Estudar assistindo televisão parece bom demais para ser verdade, não é? Não estamos defendendo passar as férias inteiras assistindo reality shows ou programas de TV. Entretanto, segundo o Orxford Royale, vale tentar tornar o seu tempo na televisão mais educativo, relacionados às matérias obrigatórias.

Além disso, você pode assistir a documentários sobre a natureza para mantê-lo pensando sobre biologia, por exemplo. Até mesmo documentários sobre o clima se estiver prestes a iniciar um novo curso de geografia.

3. Mantenha-se informado

Assistir a jornais geralmente é uma ótima maneira de se manter atento aos assuntos atuais. Além disso, ajuda seu cérebro a permanecer em ação durante as férias.

As notícias não são apenas políticas e conflitos (embora seja bom estar ciente deles); é provável haver muitas notícias relevantes. Novas descobertas científicas podem surgir, por exemplo.

Então, faça questão de assistir ao noticiário uma vez por dia ou ler o jornal, e você poderá facilmente se manter atualizado sobre o que está acontecendo no mundo.

4. Revisite e organize as anotações do ano passado

Você chegou ao final de um ano agitado de estudos e, se suas anotações estiverem organizadas, você se saiu muito bem. Contudo, como provável, se elas estiverem em estado de desordem, uma de suas tarefas de verão poderia ser revisitá-los e organizá-los.

Isso é benéfico se eles se destinarem a um curso de vários anos e você precisar consultá-los novamente. Então, reserve duas ou três semanas sem olhar para suas anotações para permitir que sua mente clareie e, na metade das férias, dedique um ou dois dias para examinar suas anotações, organizá-las.

5. Evite distrações

Especialmente se você estiver estudando em casa, as distrações da família, dos animais de estimação ou das obrigações profissionais podem fazer com que sua produtividade despenque.

Assim, antes do horário programado de estudo, avise a todos os que dividem o mesmo espaço que você não estará disponível por uma ou duas horas. Deixe claro que você não deve ser interrompido, exceto em casos de emergência.

Além disso, é fácil se distrair e verificar suas redes sociais durante os estudos. Então, quando você não está fisicamente sentado na frente do seu professor na sala de aula, é muito tentador desbloquear o celular e navegar pelas redes sociais.

Assim, segundo a Victoria University, como desativar as notificações de todos os seus aplicativos pode não ser rápido e fácil, vale a pena limitar o uso do telefone Nesse sentido, existem muitos aplicativos e funcionalidades disponíveis para monitorar o uso do smartphone.

6. Tenha uma rotina de estudos

Você enfrenta a procrastinação com frequência ao tentar estudar ou não consegue acompanhar a quantidade de materiais em seu cronograma de estudos atual? Uma rotina de estudos facilita em momentos como este.

Desse modo, ter uma rotina de estudos auxilia na organização, além de criar um senso de responsabilidade nos alunos que aprendem o processo. Veja como montar um cronograma:

7. Defina metas realistas

Chegaram as férias e você quer colocar tudo em ordem? Vamos com calma, já que definir metas realistas pode ser muito mais efetivo do que planejar muitas horas de estudos.

Então, estabeleça objetivos claros e alcançáveis para o período de férias. Isso pode incluir a revisão de determinados tópicos, a leitura de livros ou a prática de habilidades específicas.

Vale lembrar que as férias também são um momento de descanso que precisa ser respeitado. Então, coloque o sono em dia e aproveite o período livre de obrigações.

8. Experimente métodos de estudo diversificados

Nem todo mundo estuda de maneira igual. Por isso, a melhor solução para uma rotina menos exaustiva de estudos é encontrar métodos que fazem sentido e efeito para você.

Explore diferentes meios de estudo, como resumos, mapas mentais, vídeos educativos ou aulas online. Encontrar a abordagem que melhor se adapta ao seu estilo de aprendizado pode tornar o estudo mais eficiente e interessante.

9. Pratique habilidades específicas

Após um ano intenso de estudos, é possível identificar quais são as habilidades que demandam mais atenção.

Então, dedique tempo à prática de habilidades específicas, como redação, resolução de problemas matemáticos, programação, idiomas, entre outras. A prática constante é essencial para o aprimoramento.

10. Utilize recursos online

Viajando ou aproveitando em casa, as férias podem complicar a rotina de estudos. Entretanto, graças aos recursos online e de educação à distância, esse desafio é facilmente superado se estiver com acesso à internet.

Desse modo, aproveite os recursos online, como videoaulas, tutoriais e plataformas educacionais. Existem diversas opções disponíveis para diferentes áreas de estudo. Uma dessas opções é o CRIA.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já aprendeu o passo a passo de como parar de procrastinar nos estudos, o CRIA pode ser a ferramenta ideal para esse processo. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza previsões de notas por competência, análise de contexto na introdução, previsão de defesa de tese, previsão de fuga ao tema, previsão de intervenção, uso de parônimas e homônimas, etc.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »