CRIA logo

Cronograma de estudos para ENEM: como fazer um?

Compartilhe

Ter um planejamento de estudos é uma prática que traz vários benefícios para os participantes de qualquer exame. Assim, elaborar um cronograma de estudos para o ENEM permite manter uma organização, produtividade e ainda diminuir o estresse e a ansiedade.

Com o avanço da tecnologia, temos acesso à internet de maneira corriqueira e pode ser uma tarefa complicada separar um tempo para focar e estudar. Assim, manter um cronograma de estudos é uma ferramenta poderosa para manter o foco durante um período intenso de estudos.

Da mesma forma que muitos vestibulares, o ENEM exige um conhecimento acumulado ao longo dos anos de estudo. Então, não adianta estudar tudo com pouco tempo de antecedência.

Por isso, um cronograma de estudos dá estrutura e organização ao aprendizado, já que cria uma rotina clara, estabelecendo horários específicos para cada assunto.

Desse modo, o CRIA elaborou esse conteúdo completo para você montar um cronograma de estudos que cabe dentro da sua rotina. Vamos lá.

cronograma de estudos para enem
Como montar um cronograma de estudos para ENEM? Confira todos os detalhes — Fonte: Pexels.

O que é um cronograma de estudos?

Um cronograma de estudos é um planejamento estratégico que estabelece um conjunto ordenado de atividades de aprendizagem, distribuídas em períodos específicos de tempo. Esse conjunto de atividades pode variar conforme as necessidades e objetivos individuais.

Entretanto, o cronograma inclui não apenas o estudo das matérias acadêmicas, mas também outras atividades relacionadas ao aprendizado, como revisões, exercícios, práticas e momentos de descanso para melhor assimilação do conteúdo.

Além disso, o cronograma pode ser semanal ou mensal. No cronograma semanal, as disciplinas podem ser distribuídas conforme o tempo disponível de estudos. Já as metas e objetivos que levam mais tempo podem ser organizados mensalmente.

Você também pode se interessar por:
Cartilha de redação do ENEM: o que é e como utilizar?
Impessoalidade na Redação: o que é e como evitar?

Como montar um cronograma de estudos?

O primeiro passo é identificar quais disciplinas ou conteúdos que você tem mais dificuldade. É comum que grande parte tenha dificuldade na área de exatas, isto, é Física, Matemática e Química. Desse modo, elas precisam estar no topo de prioridades, visto que demoram mais para que você compreenda.

Aqui, o principal é analisar e identificar quais são as matérias, já que isso influencia no cronograma. Além disso, você deve associar os conteúdos que mais tem dificuldade aos cobrados pelo ENEM. Afinal, de nada adianta estudar conteúdos que não são exigidos pelo exame.

Após identificar as disciplinas mais desafiadoras, determine quanto tempo total de estudos você tem disponível em uma semana. A rotina de cada estudante pode variar conforme suas atividades diárias, como ir para escola, atividades extras, trabalho.

Não se esqueça de incluir um tempo para revisão e para produção de texto. E, o mais importante, para descansar. Para evitar o cansaço, utilize seus horários de maior produtividade para estudar disciplinas mais complexas e difíceis.

Exemplo de cronograma de estudos

O cronograma de estudos também é uma maneira visual de organizar o planejamento, assim, confira abaixo um exemplo que pode ser utilizado:

cronograma de estudos para o enem
Modelo de cronograma de estudos para o ENEM — Fonte: CRIA

Vale a pena estudar cansado?

Para alguns candidatos, manter a rotina de estudos mesmo cansado pode ser benéfico, enquanto para outros pode gerar ansiedade e estresse. Então, tente entender o momento que você está vivendo e, se o cansaço vencer, não se frustre ou se sinta culpado.

Assim, aprender quando você está cansado pode não ser a maneira mais eficaz. O desempenho cognitivo, a concentração e a capacidade de retenção de informações podem ser prejudicados pela exaustão. Por isso, é fundamental reconhecer que o tempo gasto no estudo é tão importante quanto sua qualidade.

Considere alguns pontos para decidir se irá estudar cansado:

  • Baixo rendimento: estudar cansado pode resultar em uma compreensão menos eficaz do conteúdo, mais problemas para conectar informações e problemas mais difíceis de resolver;
  • Falta de foco: o cansaço pode fazer você perder a concentração e dificultar permanecer concentrado no estudo por longos períodos. Isso pode resultar em um estudo superficial e ineficaz;
  • Falta de motivação: a exaustão pode tornar o trabalho ainda mais difícil e desmotivador. Assim, uma abordagem passiva ao estudo pode resultar em menor retenção e compreensão do conteúdo se houver energia e motivação insuficientes;
  • Efeito negativo na saúde: o cansaço afeta negativamente sua saúde geral, além dos efeitos na aprendizagem. A longo prazo, pode causar problemas de saúde por conta da falta de sono e descanso;
  • Risco de erros: a exaustão aumenta a probabilidade de cometer erros, seja na resolução de exercícios ou na interpretação de informações. Isso pode resultar em aprendizagem incorreta e problemas em outras ocasiões.

Equilibre o estudo com um descanso adequado, em vez de estudar cansado. Então, para que seu cérebro funcione bem e você possa consolidar o que aprendeu, uma boa noite de sono, com tempo suficiente para o descanso, e pausas durante o dia são fundamentais.

CRIA: corretor de redação por inteligência artificial

Agora que você já montou o seu cronograma de estudos, é hora de colocá-lo em prática. Sendo a produção textual uma das partes mais importantes da prova, crie uma rotina que inclua pelo menos uma produção por semana.

Não sabe por onde começar? O CRIA pode te ajudar.

CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que garante uma correção com grande precisão, baseando-se nas 5 competências do ENEM. Além de entregar essa precisão, tudo isso é feito em até 2 minutos.

Ainda, o CRIA dispõe um banco de dados com centenas de milhares de redações. Então, desde zeradas até aquelas com nota mil, utilizadas como base para IA entregar ao aluno uma descrição detalhada de onde errou, como pode arrumar e o porquê tal erro gera desconto de pontos no ENEM. 

Outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA é esse gráfico com histórico de pontuação. Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira bem clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Fonte: CRIA.

Mas, afinal, para quem é o CRIA:

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »