CRIA logo

Como é tirar 900 na redação do ENEM? Veja entrevista

Compartilhe

Já se perguntou como é tirar 900 na redação do ENEM? A aluna Nayara Dias contou um pouco da sua experiência.

Alcançar uma boa nota na redação do ENEM não é tarefa fácil. Apenas cerca de 6% dos candidatos conseguem tirar entre 900 a 980 na redação do exame. Mas como é tirar 900 na redação do ENEM? Veja pela perspectiva de uma participante.

A redação do ENEM se tornou crucial nas aulas de língua portuguesa. Não apenas para mostrar aos alunos como funciona e como estruturar, mas principalmente porque muitos desejam ingressar em uma instituição de nível superior.

Muitos que enfrentam esse desafio podem se sentir perdidos, sobretudo aqueles que realizarão o exame pela primeira vez. Embora haja diversos materiais a respeito das competências do ENEM e sobre a estrutura do dissertativo-argumentativo, a falta de uma avaliação contínua pode dificultar o processo.

Então, para elaborar um bom texto, é fundamental dominar a língua portuguesa, bem como conhecer as características do gênero textual escolhido e ter clareza sobre o público-alvo e o propósito da comunicação. Mas como um estudante pode alcançar tudo isso?

Bom, confira agora uma entrevista com a aluna Nayara Dias da Mota, que alcançou 960 pontos na redação do exame em 2022, elaborada especialmente para você pelo CRIA. Tudo para te mostrar como é tirar 900 na redação do ENEM. Boa leitura.

como e tirar 900 na redacao do enem
A produção textual exige dedicação, prática e habilidades linguísticas e cognitivas para ser realizada de forma eficiente e adequada ao contexto – Fonte: Pexels.

Como é tirar 900 na redação do ENEM? Entrevista com ex-participante do exame

Um resultado de 900 na redação do ENEM é um feito extraordinário que demonstra um domínio excepcional da língua portuguesa, capacidade de pensar criticamente e elaborar argumentos convincentes.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma das provas mais importantes e reconhecidas no Brasil, e a redação é muito importante para a pontuação. Não é uma tarefa fácil obter a pontuação máxima na redação do ENEM.

Trata-se de uma conquista que demonstra não apenas a capacidade de expressar ideias de maneira clara e persuasiva, mas também uma compreensão profunda dos temas propostos, a capacidade de argumentar de forma consistente e a aplicação de conhecimentos de diversas disciplinas.

Assim, confira a entrevista com a aluna Nayara sobre como é tirar 900 na redação do ENEM:

1. Como você se preparou para a prova de redação do ENEM? Por quanto tempo?

Nayara Dias da Mota
Nayara Dias da Mota – Arquivo Pessoal

“Eu não me preparei continuadamente durante o ano. Como eu não tinha muito tempo durante o dia-a-dia, aproveitava as oportunidades que eu tinha de praticar e estudar a redação do ENEM nas aulas de Língua Portuguesa e Literatura.

Essas aulas foram de em torno de um ou dois meses no início do ano e aproximadamente 2 meses antes da prova do ENEM. Vale ressaltar que nesse período não eram todas as aulas voltadas a essa temática, e sim só algumas.

Durante as aulas eu tentava absorver o máximo que conseguia do conteúdo. Então sempre me propunha a fazer os exercícios e atividades que eram passados, mas não só fazer “por fazer”, e sim dar o máximo que eu conseguia no tempo que eu tinha disponível.

No geral, eu comecei a pegar firme mesmo faltando uns dois meses quando precisei fazer 6 redações para a aula de língua portuguesa. Apesar de terem sido poucas, foram muito importantes para minha evolução. Nesse momento, eu tentava aproveitar todas as oportunidades na escola que eu tinha para estudar sobre, mas não “corria” atrás por fora para praticar mais devido ao tempo escasso.”

Você também pode se interessar por:

2. Você utilizou algum tipo de ferramenta para estudar?

“Naquele ano, eu havia assinado um cursinho online que dava direito a correções de redação ilimitadas. Mas infelizmente não tive tempo de estudar para o ENEM ”como deveria”. Então utilizava como suporte pras provas e atividades que eu tinha no ensino médio. Nesse sentido, algumas atividades de redação que eu tive, eu sempre as enviava para essa plataforma a fim de checar meus erros […]

Algo que indiretamente me ajudou foi buscar a entender as lutas sociais presentes no Brasil. Sempre foram temas que me interessaram e me sentia parte de alguns deles. Me dando uma motivação para estudá-los e buscar informações a fundo sobre como essas pautas se originaram e por quê.

Como os temas de redação do ENEM giram em torno de problemas a serem resolvidos em que sempre algo ou alguma parcela da sociedade é desprivilegiada, ou prejudicada, entendê-los em sua amplitude é muito importante.

Outro fator que me auxiliou nos estudos, foi a leitura de redações nota 1000. Com a análise delas consegui identificar um padrão e como de fato as competências da redação do ENEM se organizam durante o texto. Além disso, comecei a buscar referências como filósofos, por exemplo, e também a busca-las dentro da minha cabeça, como em novelas ou séries.”

3. Poderia nos contar como foi o dia da prova de redação? Você estava nervosa?

“No dia da prova de redação eu estava bem nervosa. Uma vez que cheguei a praticar e estudar redação, então não teria muitas desculpas “pra ir mal”. Tenho para mim que devo cobrar apenas aquilo que consegui estudar ou me preparei, então apesar de ter ficado nervosa, eu tinha consciência das minhas limitações e do que consegui fazer para tentar tirar uma nota considerada boa.

Alguns dias antes da prova, eu estava avaliando a possibilidade de utilizar um modelo de redação pronto que é adaptável a maioria dos temas. Optei por usá-lo, mas não inteiro. 

No processo de fazer as redações na escola, percebi que eu tinha muita dificuldade para iniciar um texto e como organizar um repertório na introdução. Então muitas vezes demorava cerca de uma hora só para ter uma ideia e organizá-la de forma “eficiente”.

Desse modo, conforme as minhas necessidades, optei por usar uma introdução modelo, onde eu deveria só adicionar as minhas teses e realizar eventuais mudanças.

Algumas pessoas pensam que decorando é muito mais fácil, ou até deixam de estudar para utilizar um modelo na hora da prova, mas não é exatamente tão fácil assim. No entanto, não basta decorar as palavras do texto, é necessário saber todas as pontuações e o motivo delas estarem ali, fora o trabalho de decorar um texto inteiro.

Além disso, ainda surge o risco do seu modelo não ser compatível com o tema proposto. Se você tem prática em redações do ENEM, você terá maior facilidade para adequar o modelo seguindo às competências, mas e se não? Por isso a necessidade de estudá-las e fazer redações, independente do uso de modelo ou não.”

4.  Quais foram as suas estratégias de estudo? Você focou em qual parte da redação? Estrutura, repertório, gramática?

estrategias de estudos
Ao longo dos anos, os objetivos do ENEM foram ajustados e reformulados para incorporar novos valores, e as instituições de ensino superior começaram a reconhecer sua credibilidade – Fonte: Pexels.

“Como eu não tinha muito tempo para estudar, eu aproveitei às aulas da escola e não busquei vídeoaulas por fora. Acredito que o que mais me ajudou foi ler diversas redações nota mil e entendê-las, tanto nos repertórios quanto na montagem da estrutura.

Até porque a redação do ENEM é isso, “uma receitinha de bolo”, seguindo os passos e atendendo às competências (isolando fatores externos que interferem no momento da prova, como a ansiedade, por exemplo) não fica tão difícil e massante produzir o texto.

Inicialmente, eu foquei na estrutura do texto, eu já tinha alguma base sobre redação, como a organização do texto em uma introdução, dois parágrafos de desenvolvimento e uma conclusão. Mas o que me faltava era a estrutura de pequenas partes dentro desses parágrafos.

Por exemplo, o tópico frasal, onde deveria usar conectivos, qual ideia deveria haver em cada parágrafo, como deveria organizar os componentes da conclusão.

Depois que entendi a estrutura de fato, comecei a focar nos repertórios. Eu tinha muita dificuldade em associar as coisas aos temas e ficava me prendendo a necessidade de ter sempre uma frase de um filósofo famoso na cabeça.

Sempre pesquisava diversas frases em sites e tentava decorar, mas são muito específicas. Então tentei analisar quais repertórios abrangiam a maior quantidade de eixos, para assim conseguir decorar poucos que conseguisse utilizar para muitos temas.

Além disso, comecei a trabalhar na minha mente a associar os temas com novelas, séries, músicas, momentos históricos e coisas que estavam no meu dia-a-dia, sem que eu precisasse ficar decorando.”

5. Agora, sobre a escrita em si, quais foram os principais desafios que você encontrou ao escrever sua redação?

Acredito que o maior desafio que tive foi o tempo e a criatividade em si. Eu demorava e ainda demoro muito para ter ideias e organizá-las de forma coerente. Apesar da nota que tive, esse ainda é um problema recorrente, se eu tivesse treinado e feito mais redações, provavelmente na hora da prova não teria demorado tanto para escrever. 

Quanto a criatividade, meu problema era relacionado a associar os repertórios e eles de fato serem bons, e não superficiais. A leitura de outras redações me ajudou muito nisso. Porque vi que não precisava ficar me prendendo a coisas específicas, mas poderia usar tudo (desde que fizesse sentido) e como poderia associá-las ao tema.

6. Quantas vezes você fez a prova do ENEM antes de alcançar uma nota maior que 900 pontos?

“Eu fiz 13 vezes, sendo uma no ENEM de 2021 e as outras 12 no ano de 2022. Todas às 12 vezes foram mediante pedido da minha professora de português durante às aulas, sendo 5 no primeiro semestre e outras 7 no segundo.”

7. E quais dicas você daria para os futuros candidatos do ENEM que estão se preparando para a prova de redação?

“Primeiro, eu gostaria de falar que nada se sobrepõe a prática. Se você assiste várias aulas todo dia, estuda no cursinho mais caro e de maior qualidade, tem professores de excelência mas não pratica, não vai ser suficiente. Você não precisa de aulas particulares, cursinho ou passar horas do seu dia estudando isso.

Se tiver a possibilidade de alguém ou uma plataforma de correção é de muita ajuda e necessário, visto que as redações são muito individuais e muitas vezes nós não percebemos nossos erros de forma espontânea. Mas num contexto geral, você pode fazer muito com o pouco.

Quanto ao tempo, rastreie suas dificuldades e tente supri-las com a prática e a leitura (não só de redações nota mil, mas de tudo, porque tudo pode virar repertório). Se você for uma pessoa que tem o costume de escrever e ler com frequência, possivelmente essas coisas vão fluir melhor.

Quando você entende a estrutura completa (parte por parte, frase por frase) fazê-la fica muito mais fácil, ela vira uma receitinha! Além disso, após as correções das redações, é muito importante entender seus erros e estudá-los, não apenas aceitá-los e não buscar soluções.”

Dica extra:

“Se você puder, não deixe pra aprender redação de última hora. Caso tenha disponibilidade pra fazer uma redação por semana, duas por mês, que seja, apenas faça (pouco que seja, quantidade não é qualidade)! Nenhum esforço é jogado no ralo, e no final valerá a pena para alcançar o seu objetivo. 

Sei que a pressão em cima de nós na época de vestibulares é enorme. Mas tente sempre ter em mente que aquele futuro é seu e não de uma outra pessoa externa a isso.

E não tem problema ir mal na primeira vez, segunda, e por diante… mas faça disso um aprendizado para melhorar no futuro! Apenas você sabe e entende suas dificuldades, se cobre dentro da sua realidade e do que é possível (saudavelmente) você fazer.”

8. Finalmente, como você se sentiu ao descobrir que havia alcançado a nota máxima na redação?

“Eu estava esperando uma nota boa, mas não uma nota muito boa. Fiquei muito surpresa e confesso que até hoje eu fico sem acreditar que tirei aquela nota.”

9. E depois da nota, para quais instituições você se candidatou?

“Como já havia passado na USP e na UNESP, optei por não me inscrever no Sisu e nem no ProUni.

Diante dessas informações, pode ficar muito mais tranquilo entender o processo de garantir aquela nota no exame. Agora você já tem uma perspectiva sobre como é tirar 900 na redação do ENEM.”

Confira a redação na íntegra da ex-participante do exame:

como e tirar 900 na redacao do enem
A redação do Enem é avaliada sob cinco competências, cada uma variando de zero a duzentos pontos – Fonte: Pexels.

Bom, agora que você ja conferiu como é tirar 900 na redação do ENEM, confira na íntegra a redação da aluna Nayara. Assim, como foi comentado durante a entrevista, estudar redações nota 1000 é uma excelente estratégia para todos os candidatos.

Introdução:

Segundo o sociológico Zygmunt Bauman, nenhuma sociedade que esquece a arte de questionar pode encontrar respostas para os problemas que a afligem. A partir dessa máxima, contextualiza-se a problemática de não negligenciar os desafios para a valorização das comunidades e povos tradicionais do Brasil.

Desemvolvimento 1:

Nesse viés, a retratação da história do Brasil de forma eurocêntrica é um fator que impede a valorização dos nativos. No ano 1500, os portugueses ao, por conseguinte, tomaram posse dos povos e de sua cultura, assim subtraindo-se da originalidade destes e prevalecendo os costumes europeus. Em analogia, após mais de 500 anos esse contexto ainda perdura no Brasil, visto que no meio educacional muito se discute sobre as conquistas dos ocidentais, mas pouco se fala do papel dos originais brasileiros na construção da nação. Desse forma, a atual didática de ensino da história brasileira nas escolas cria um ambiente de desvalorização dessa parcela social.

Dsenvolvimento 2:

Além disso, a ausência de representatividade dessa população também é um fator determinante para a problemática. No movimento literário Romantismo do século XVIII, o índio Guarani, tradicional do Brasil era retratado de forma heroica e idealizada. No entanto, essa valorização não é mais realidade no país, dado que nos meios artísticos e midiáticos privilegiam-se os brancos, além de que poucos papéis são inspirados nessa comunidade, o qual gera sua invisibilidade. Logo, a falta dessa representação impossibilita que ao menos os brasileiros saibam da importância e existência desses povos.

Conclusão:

Logo, é inaceitável que esse cenário de desvalorização continue a perdurar. Portanto, cabe ao Ministério da Educação, responsável pela formação educacional da nação verde e amarela, inserir a cultura e importância dos nativos do Brasil nos livros didáticos de história, através de relatos, fotos, informações, para que assim esses sejam valorizados desde cedo. Ademais, cabe às redes televisivas criar papéis que representem essa parcela social por meio das formas de entretenimento, como filmes e novelas, a qual insere-se a realidade destes junto ao do brasileiro urbano, a fim de que todos os indivíduos da pátria tomem conhecimento acerca desses povos, assim reconhecendo como irmãos e os valorizando. Nessa ótica, pode-se encontrar respostas e soluções para que estes sejam valorizados.

Correção do CRIA

Agora que você já sabe como é tirar 900 na redação do ENEM, vamos conferir a correção realizada pelo Corretor de redação por inteligência artificial, CRIA.

Após observar a nota informada pela banca corretora, passamos a redação pelo CRIA. Assim, sabemos que a nota final nem sempre é um consenso e pode variar de corretor para corretor. No CRIA, a redação levou 920 pontos, apresentando problemas na competência I e na competência III.

analise de redacao do enem
Correção de redação por inteligência artificial — Fonte: CRIA.

A competência 3 diz respeito a “Seleção e organização de informações, argumentos e fatos em defesa de um ponto de vista.” apontando erro de redundância. Isto é, de repetição de palavras para tratar sobre o mesmo tópico.

Então, veja os aspectos da competência 3:

  • 200 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema proposto, de forma consistente e organizada, configurando autoria, em defesa de um ponto de vista.
  • 160 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, de forma organizada, com indícios de autoria, em defesa de um ponto de vista.
  • 120 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, limitados aos argumentos dos textos motivadores e pouco organizados, em defesa de um ponto de vista.
  • 80 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, mas desorganizados ou contraditórios e limitados aos argumentos dos textos motivadores, em defesa de um ponto de vista.
  • 40 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões pouco relacionados ao tema ou incoerentes e sem defesa de um ponto de vista.
  • 0 pontos: apresenta informações, fatos e opiniões não relacionados ao tema e sem defesa de um ponto de vista.

Como mandar bem na redação do ENEM com o CRIA?

Visualizar uma análise de redação do ENEM pode ser benéfico em diversos aspectos. Sendo assim, é possível ver possibilidades, mobilidades e estruturas da redação. Com a entrevista, pudemos entender um pouco melhor como é tirar 900 na redação do ENEM.

Ainda tem dúvidas de como escrever a redação do ENEM? O CRIA pode te ajudar.

Mas o que é o CRIA?

CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que garante uma correção com grande precisão, baseando-se nas 5 competências do ENEM. E para a praticidade do estudante, a correção é entregue até 2 minutos.

Além disso, centenas de milhares de redações estão disponíveis no banco de dados do CRIA. Portanto, oferecemos ao aluno uma explicação detalhada de quais foram seus erros, como corrigi-los e porquê esse erro reduz os pontos no ENEM, com notas de zero a mil, utilizando-se como base para IA.

Após enviar sua redação para correção, o CRIA verifica se os conectivos foram usados ou não no texto. Assim, você pode ver se existe uma diversidade de elementos linguísticos e a frequência.

correcao cria
Coesão e coerência na redação do ENEM — Fonte: CRIA.

Mas, afinal, para quem é o CRIA:

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »