CRIA logo

Gênero textual relato pessoal: guia completo!

Compartilhe

O relato pessoal consiste na narrativa em primeira pessoa que compartilha as ideias, opiniões e emoções do autor com seus leitores. Veja como fazer.

O gênero textual relato pessoal é uma forma de expressão escrita que tem se destacado cada vez mais nos últimos anos. De forma geral, trata-se de uma narrativa em primeira pessoa que permite ao autor compartilhar suas experiências, opiniões e emoções com os leitores.

Uma das principais características do gênero textual relato pessoal é o poder de estabelecer empatia e conexão entre o escritor e o leitor. Assim, ele possibilita a transmissão de ideias e a criação de vínculos emocionais através do compartilhamento de experiências pessoais.

Neste guia completo sobre o gênero textual relato pessoal, você irá aprender como escrever narrativas cativantes e impactantes, capazes de envolver o leitor e transmitir suas ideias. Então, continue com o CRIA e boa leitura.

genero textual relato pessoal
Para criar um relato pessoal cativante, é importante utilizar uma estrutura narrativa coerente, com uma introdução envolvente, desenvolvimento rico em detalhes e uma conclusão impactante. – Foto: Pexels

O que é o gênero textual relato pessoal?

O gênero textual relato pessoal é um tipo de texto em que o autor narra uma história vivida por si, buscando transmitir suas emoções, e pensamentos – ou seja, sua experiência.

Desse modo, trata-se de um tipo textual muito utilizado em diferentes esferas da comunicação, seja em livros, artigos jornalísticos, blogs ou redes sociais. Afinal, ao escrever um relato pessoal, é possível compartilhar experiências únicas e cativantes, seja para entreter ou informar o leitor.

Então, o relato pessoal permite que o autor expresse sua subjetividade, suas memórias e sentimentos, criando uma conexão com o leitor através da identificação com suas vivências.

Você também pode se interessar por:

Alguns detalhes sobre o gênero textual relato pessoal

O gênero textual relato pessoal possui algumas particularidades que o distinguem de outros tipos de texto. Nesse sentido, podemos destacar a autoria, a subjetividade, a temporalidade, a veracidade e a conexão emocional com o leitor como algumas das principais características desse gênero textual.

A autoria é um atributo importante do relato pessoal, uma vez que o autor é o próprio protagonista da história. Além disso, a subjetividade, por sua vez, refere-se à perspectiva pessoal do escritor sobre os acontecimentos narrados.

Já a temporalidade está relacionada à ordem cronológica dos eventos, enquanto a veracidade está ligada à verificação dos fatos relatados.

Outra característica marcante do relato pessoal é a conexão emocional com o leitor, pois o autor procura transmitir suas emoções e sentimentos durante a experiência narrada. Tudo isso com o intuito de engajar e cativar quem lê através da empatia e da identificação com suas vivências.

Características do gênero textual relato pessoal:

O relato pessoal é um estilo de escrita que se concentra em contar histórias com um olhar pessoal e emotivo. Assim, algumas das principais características desse gênero textual incluem:

  • Subjetividade: o foco principal do relato pessoal é na experiência individual do escritor.
  • Temporalidade: a narrativa é contada do ponto de vista do autor, geralmente usando a primeira pessoa e frequentemente passado, presente e futuro.
  • Autoria: o autor é a fonte da informação, e o relato é tipicamente baseado em suas próprias experiências.
  • Expressividade: a escrita deve ser emotiva e tentar transmitir ao leitor o que o escritor sente.

Desse modo, essas características permitem ao escritor de relatos pessoais criar um texto envolvente e único, que pode conectar-se com os leitores em um nível emocional.

Como criar um relato pessoal cativante?

Um relato pessoal cativante é capaz de prender a atenção do leitor e transmitir emoções de forma autêntica e envolvente. Para isso, é preciso considerar aspectos fundamentais da narrativa, como a estrutura, a escolha de vocabulário adequado e a conexão emocional com o leitor.

Para criar um relato pessoal cativante, comece por desenvolver uma introdução clara e objetiva que apresente o contexto da história. Em seguida, trabalhe a construção dos personagens, explorando características e emoções que possam atrair a empatia do leitor.

Na sequência, desenvolva a trama, explorando momentos de tensão e surpresa que mantenham o leitor interessado. Além disso, não se esqueça de utilizar detalhes sensoriais, como as cores, cheiros e sensações que ajudem a contextualizar a narrativa.

Outro aspecto fundamental para criar um relato pessoal cativante é o uso da linguagem adequada. Então, escolha palavras e expressões que expressem com precisão as emoções e sensações vividas pelo autor.

Por fim, elabore uma conclusão que ofereça uma reflexão ou aprendizado que o leitor possa levar consigo após a leitura do relato.

“Nenhum homem é uma ilha isolada; cada homem é uma partícula do continente, uma parte da terra.” – John Donne.

Lembre-se de que um relato pessoal cativante é aquele que transmite uma mensagem clara e emocionalmente impactante. Então, ao seguir essas dicas e trabalhar atentamente na construção da narrativa, você poderá cativar o seu público e construir relatos pessoais incríveis.

Elementos essenciais para um relato pessoal impactante

A criação de um relato pessoal impactante requer certos elementos essenciais para prender a atenção do leitor e transmitir uma mensagem poderosa. Então, o uso de detalhes sensoriais, como cores, cheiros e gostos, pode ajudar a transportar quem lê para a cena narrada, tornando a história mais vívida e realista.

Outro elemento importante é o desenvolvimento de personagens, que permite a identificação com o protagonista e envolvimento emocional com a história. É importante retratar personagens multifacetados, que possuem falhas e virtudes, para que o leitor os perceba como pessoas reais.

evolução da trama também é fundamental para manter o interesse do leitor. Desse modo, é preciso criar uma história engajante, com conflitos bem definidos e reviravoltas surpreendentes que mantenham o leitor em suspenso até o desfecho.

“Os elementos essenciais, como os detalhes sensoriais, o desenvolvimento de personagens e a evolução da trama, são fundamentais para criar um relato pessoal impactante e envolvente”.

Exemplos de relatos pessoais bem-sucedidos:

Agora que você já sabe o que é um relato pessoal e quais suas principais características, confira alguns exemplos de relatos bem-sucedidos em prender a atenção dos leitores e transmitir uma mensagem impactante.

Um desses é “Minha Luta Contra o Câncer”, da escritora brasileira Ana Paula. Nessa história, ela compartilha sua jornada de luta contra o câncer de mama, abordando seus medos, desafios e vitórias ao longo do tratamento.

Nesse sentido, o relato utiliza uma linguagem simples e emotiva, conectando profundamente o leitor à história de Ana Paula.

“Eu não queria ouvir aquelas palavras. Eu não queria pensar nas cicatrizes, na dor, na luta. Eu só queria acordar e perceber que tudo aquilo tinha sido um pesadelo.”

Outro exemplo inspirador é o relato “A Minha Corrida de 10km”, do escritor português Pedro. Ele compartilha sua jornada de superação e determinação para completar uma corrida de 10km, mesmo após enfrentar desafios físicos e mentais que pareciam impossíveis de superar. O relato utiliza uma linguagem motivadora e desafiadora, inspirando o leitor a buscar superação em sua própria vida.

“Eu não acreditava que fosse capaz de chegar até o fim. Mas o dinheiro arrecadado era para uma boa causa, e eu não podia decepcionar as pessoas que confiaram em mim. Eu precisava superar minhas limitações.”

Ambos os relatos apresentam algumas características em comum que tornam o conteúdo impactante e envolvente. Desse modo, eles utilizam uma linguagem autêntica e emotiva, conectando o leitor à história pessoal do autor.

Além disso, são escritos de forma clara e objetiva, levando o leitor a compreender facilmente a mensagem que está sendo transmitida.

Como é a estrutura de um relato pessoal?

Para criar um relato pessoal cativante, é essencial seguir uma estrutura bem definida que mantenha o leitor envolvido e interessado na história. De modo geral, um relato pessoal é composto por 3 partes principais: a introdução, o desenvolvimento e a conclusão.

Introdução

A introdução tem a função de apresentar o tema do relato e despertar a curiosidade do leitor. É importante começar com uma frase forte e impactante que capte a atenção do público. Em seguida, situe o leitor no contexto da história e apresente os personagens envolvidos.

Se possível, inclua detalhes sensoriais que ajudem a criar uma ambientação mais vívida e realista. Isso ajuda o leitor a se sentir imerso na história.

Desenvolvimento

Na parte de desenvolvimento, é importante apresentar os eventos da história em sequência lógica, criando um ritmo que mantenha o leitor interessado. Desse modo, é recomendável evitar informações irrelevantes ou que fujam do foco principal do relato.

Esse é o momento para desenvolver os personagens e aprofundar nas emoções e pensamentos deles. Lembre-se de que um relato pessoal é uma história subjetiva, por isso é tão importante mostrar a perspectiva do protagonista ou narrador.

Lembre-se de utilizar recursos como diálogos, descrições e monólogos internos para criar uma narrativa mais dinâmica e envolvente. Então, suavize as transições entre as cenas, evitando cortes abruptos, para não prejudicar o ritmo da história.

Dicas de escrita para relatos pessoais autênticos

Os relatos pessoais autênticos são uma forma poderosa de se conectar com quem os lê e transmitir mensagens emocionais. Entretanto, quando bem escritos, esses relatos podem tocar o coração e inspirar mudanças significativas na vida do leitor.

Nesse sentido, para escrever um relato pessoal autêntico, é importante seguir algumas dicas práticas:

  • Seja sincero: a autenticidade é fundamental em relatos pessoais. Seja honesto sobre suas emoções, pensamentos e experiências;
  • Use detalhes pessoais: a inclusão de detalhes específicos e pessoais pode ajudar a dar vida à história e envolver o leitor;
  • Expresse emoções: as emoções são a base dos relatos pessoais. Não tenha medo de se expressar e mostrar seus sentimentos;
  • Crie uma estrutura narrativa: mesmo que os relatos pessoais sejam subjetivos, é importante ter uma estrutura clara. Comece com uma introdução envolvente, desenvolva a história e conclua com uma mensagem inspiradora;
  • Revise e edite: uma boa revisão pode fazer toda a diferença na qualidade do relato pessoal. Leia atentamente, corrija erros e faça ajustes necessários.

Então, ao seguir essas dicas, você pode escrever relatos pessoais autênticos e poderosos que irão impactar seus leitores de maneira significativa.

Importância do feedback na melhoria de relatos pessoais

O feedback é uma ferramenta valiosa para aprimorar a escrita de relatos pessoais. Nesse sentido, ao receber feedback de outras pessoas, o escritor pode identificar pontos fortes e fracos em sua narrativa e fazer ajustes que aumentem sua eficácia comunicativa.

Além disso, o feedback pode ajudar a identificar inconsistências ou erros na linha do tempo, na coesão entre os parágrafos e na construção dos personagens.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já sabe qual a estrutura e os elementos do gênero textual relato pessoal, é hora de praticar. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Então, através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

correcao do cria
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Foto: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes