CRIA logo

Gênero textual resposta argumentativa: estrutura!

Compartilhe

Uma resposta argumentativa apresenta uma tese, um desenvolvimento que consiste na persuasão do leitor, e uma conclusão. Veja como escrever.

O gênero textual resposta argumentativa apresenta, em sua estrutura, a afirmação inicial – ou seja, o tópico frasal que atua a resposta à pergunta – e o desenvolvimento, parte na qual o candidato tenta convencer o leitor de seu ponto de vista. E, para finalizar, uma conclusão.

A escrita pode ser considerada como uma extensão do ato de ler. Então, o aluno-leitor-escritor precisa de leitura sobre um determinado tema para, assim, produzir discursos, isto é, textos e redações que contenham sua visão de mundo e pontos de vista.

Desse modo, a produção textual escrita do gênero resposta argumentativa leva à construção de um diálogo. Afinal, ao produzir um novo texto a partir de uma pergunta, o autor devolve a palavra ao outro, elaborando uma “contrapalavra”.

Assim, confira esse guia completo elaborado pelo CRIA para escrever o gênero textual resposta argumentativa. Continue conosco e boa leitura.

genero textual resposta argumentativa
A resposta argumentativa é uma forma de expressar opiniões, debater ideias e persuadir leitores sobre a validade de uma determinada perspectiva. – Foto: Pexels

Como é gênero textual resposta argumentativa?

A resposta argumentativa é um tipo de texto no qual o autor expressa sua opinião ou ponto de vista sobre um determinado tema, apoiando sua posição com argumentos lógicos e evidências relevantes.

Assim, esse tipo de resposta é comumente solicitado em situações em que se espera que o autor analise, critique, defenda ou discuta um tópico específico. Por isso, é muito comum em vestibulares.

Então, ao produzir uma resposta argumentativa, o autor do texto responde a uma pergunta, convencendo o leitor de seu ponto de vista.

Para isso, ele deve retomar ao questionamento e responder ao que foi pedido, a fim de convencer a banca de que seu texto está correto e de que seu ponto de vista corresponde às expectativas dos avaliadores, apontando as melhores evidências para sustentar a afirmação inicial apresentada na resposta.

Você também pode se interessar por:

Estrutura da resposta argumentativa

Desde a introdução, na qual as bases são lançadas, até a conclusão, que reafirma a posição do autor, cada parte contribui para a coesão e eficácia do argumento.

Desse modo, a estrutura da resposta argumentativa desempenha um papel crucial, moldando o curso lógico do discurso e conferindo-lhe a solidez necessária para persuadir e informar.

Então, confira abaixo a estrutura da resposta argumentativa:

1. Introdução:

Também denominada tópico frasal, é constituída de uma ou duas frases curtas, que expressam, de maneira sintética, a ideia principal do parágrafo, definindo seu objetivo.

Exemplo:

Resposta Argumentativa – PAS-3ª ETAPA UEM/2017

“Acredito que a classe média não está criando cidadãos que vivem em uma bolha de arrogância e que inferioriza o Outro, uma vez que dinheiro nunca foi e não é sinônimo de caráter. É indiscutível que estes jovens possuem alguns privilégios, mas eles não tem culpa de terem nascido da classe média e isso não os determina a um futuro de egoísmo.”

Anna Larissa

2. Desenvolvimento:

É a explanação do tópico frasal. Ademais, nos parágrafos mais curtos em que o tópico frasal não apresenta maior complexidade e desenvolvimento, pode-se elaborar uma pequena conclusão. Então, o desenvolvimento constitui a maior porção textual da resposta argumentativa.

Exemplo:

Resposta Argumentativa – PAS-3ª ETAPA UEM/2017

“Além disso, é válido salientar que o dinheiro não compra moral e ética, o dinheiro não compra respeito ou solidariedade, ao contrário, ele faz com que essa realidade se aproxime dos jovens. São os jovens filhos de classe média, estudantes de escolas particulares, que aprenderam inclusive em suas instituições de ensino a preocupação com o outro e a olhar além de suas bolhas com projetos que visam a ajuda desde o âmbito da alimentação, vestuário até campanhas para doação de sangue. Exemplifico assim com o Projeto Missionário Desperta Jovem da Arquidiocese de Maringá em que jovens de todas as classes sociais, inclusive média e alta, se reúnem para doar-se ao próximo com visitas a hospitais, asilos, moradores de rua ou quem quer que esteja precisando de atenção e cuidado. São esses jovens de classe média que fazem a diferença na vida daqueles que pouco tem. Quando Kant diz que “o homem não é nada além daquilo que a educação faz dele”, não se refere apenas ao conhecimento científico, mas também àquilo que dignifica o homem e não vem com etiqueta de preço. Assim, como aluna de ensino médio e expectadora desta realidade, concluo assim reafirmando meu posicionamento e frisando que uma pessoa pode ser arrogante em qualquer meio social, tendo muito ou pouco e, não obstante, o que faz uma pessoa respeitar o Outro é sua essência e não quanto dinheiro ela tem.”

Anna Larissa

3. Conclusão:

Nem sempre presente, especialmente nos parágrafos mais curtos e simples, a conclusão retoma a ideia central, considerando os diversos aspectos selecionados no desenvolvimento.

Desse modo, é possível estruturar o gênero resposta argumentativa da seguinte forma:

  1. Fase das premissas, em que se propõe uma constatação, opinião ou ponto de partida;
  2. Fase das apresentações dos argumentos, em que se apresentam as ideias que provocam a opinião, por meio de exemplos, explicações etc.;
  3. Fase da apresentação dos contra-argumentos, em que se opera uma restrição em relação à orientação argumentativa. Essa restrição pode ser apoiada por exemplos, constatações, explicações, etc;
  4. Fase da conclusão ou da nova tese, que integra os argumentos e contra-argumento.

Como escrever uma resposta argumentativa?

Escrever uma resposta argumentativa envolve a apresentação clara e organizada de um ponto de vista ou opinião, apoiado por argumentos lógicos e evidências relevantes. Assim, aqui estão algumas etapas que podem ajudá-lo a criar uma resposta argumentativa eficaz:

  1. Compreenda o Tópico:
    • Certifique-se de entender completamente o tópico ou a questão sobre a qual você está escrevendo. Identifique os principais pontos que você deve abordar.
  2. Escolha uma Tese Clara:
    • Sua tese é a afirmação central que você está defendendo. Certifique-se de que seja clara, específica e diretamente relacionada ao tópico.
  3. Organize suas Ideias:
    • Planeje a estrutura da sua resposta. Uma estrutura comum inclui introdução, desenvolvimento (com argumentos e evidências) e conclusão.
  4. Introdução:
    • Apresente o tópico de forma clara e sucinta.
    • Apresente sua tese de maneira assertiva.
    • Pode incluir uma visão geral dos argumentos que serão desenvolvidos.
  5. Desenvolvimento:
    • Dedique um parágrafo a cada argumento principal que sustenta sua tese.
    • Apresente argumentos lógicos e use evidências (dados, exemplos, citações, etc.) para respaldar suas afirmações.
    • Antecipe possíveis contra-argumentos e prepare respostas sólidas.
  6. Contra-argumento (Opcional):
    • Se apropriado, considere incluir uma seção que aborde pontos de vista opostos. Refute ou conceda a esses pontos de vista, demonstrando a força de sua posição.
  7. Conclusão:
    • Recapitule os principais pontos de sua resposta.
    • Reforce sua tese e destaque a importância de sua posição.
    • Pode sugerir implicações mais amplas do seu argumento ou fornecer uma chamada para ação.
  8. Revisão:
    • Revise seu texto para garantir clareza, coesão e ausência de erros gramaticais.
    • Verifique se seus argumentos fluem logicamente e se a estrutura global é coesa.
  9. Estilo e Tom:
    • Adapte seu estilo e tom ao público-alvo.
    • Mantenha uma linguagem formal e objetiva.
  10. Persuasão Etica:
    • Lembre-se de manter a honestidade e ética ao apresentar seus argumentos.

Exemplo do gênero textual resposta argumentativa:

Em um mundo cada vez mais permeado por debates acalorados e complexas questões sociais, a resposta argumentativa emerge como uma ferramenta valiosa para expressar opiniões e analisar criticamente os desafios contemporâneos.

Neste contexto, a resposta argumentativa não apenas oferece um espaço para a manifestação do pensamento individual, mas também proporciona a oportunidade única de construir pontes de compreensão, estimulando o diálogo e a reflexão coletiva.

Assim, confira um exemplo do gênero textual resposta argumentativa:

Vestibular de inverno – UEM/2017

Contexto de produção: Sua escola vem promovendo uma série de debates com especialistas em um projeto que visa à conscientização dos alunos para temáticas atuais, como o papel da família na questão dos idosos. Em uma das etapas desse projeto, após a leitura e a discussão do texto intitulado “Idosos órfãos de filhos vivos são os novos desvalidos do século XXI” (texto 1), houve a participação de um especialista em direito familiar, que proferiu a palestra “Abandono afetivo do idoso pelos familiares: indenização por danos morais” (texto 2), que tratou dos direitos garantidos aos idosos pela Constituição Federal e pelo Estatuto do Idoso. Como parte do processo de avaliação desse projeto de conscientização, sua tarefa e a de seus colegas foi a de produzir textos a serem publicados no jornal mural da escola.

Comando de produção: Com base no contexto de produção acima apresentado, redija uma RESPOSTA ARGUMENTATIVA, com o mínimo de 10 e o máximo de 15 linhas, à seguinte questão: A força da lei, como disposto na Constituição Federal e no Estatuto do Idoso, é garantia para que filhos e netos assumam a responsabilidade de cuidar de seus idosos, inclusive, afetivamente?.

Exemplo:

Embora esteja disposto na constituição federal e no estatuto do idoso o dever dos familiares em ajudar e amparar os pais na velhice, é fato que a força da lei não é garantia para que os filhos e netos assumam a responsabilidade de cuidar de seus idosos, inclusive afetivamente. Acredito que isso ocorra por dois motivos principais: o capitalismo e o avanço tecnológico. Primeiramente devido a nossa sociedade capitalista atual, já criticada por Karl Marx em decorrência da supervalorização do lucro, o idoso é visto por muitos como um peso, uma vez que se tornam ineficientes na produção quando comparados a um jovem economicamente ativo. Em nossa sociedade só é valorizado e respeitado quem gera lucros financeiros.

Além disso, com o crescimento e avanço da tecnologia, inúmeros cidadãos consideram o conhecimento dos mais velhos como ultrapassado, não levando em consideração o que pensam ou dizem. Isso afeta diretamente na relação afetiva entre familiares e idosos, afinal ao ignora-los os indivíduos da terceira idade vão perdendo seus objetivos, envelhecendo e desenvolvendo problemas neurológicos como o Alzheimer, o qual afeta a memória do cidadão e é motivo de graça para muitos que o observam. Um exemplo disso é a avó do protagonista do filme “A era do gelo” cuja história retrata com humor o esquecimento e “loucura” do bicho preguiça. Em suma reitero que a força da lei não garante o cuidado e afeto com os idosos nos dias de hoje.

Amanda Tribulato

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já sabe como escrever uma redação do gênero e-mail, pode se dedicar aos estudos. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas como?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

Genero textual resposta argumentativa
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Fonte: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, o CRIA libera seu acesso à plataforma. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Fonte: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »