CRIA logo

Como escrever uma redação do gênero e-mail?

Compartilhe

Com as novas tecnologias, novos gêneros textuais foram surgindo — entre eles, o e-mail. Alguns exames vestibulares podem solicitar sua escrita, então veja como fazer.

Aprender a como escrever uma redação do gênero e-mail é fundamental para todos os vestibulandos, visto que sua escrita pode ser cobrada em uma avaliação. Assim, confira as informações pertinentes, o passo a passo e os elementos estruturais desse gênero textual.

A introdução do e-mail transformou as relações humanas, a vida cotidiana dos usuários do correio eletrônico e até mesmo as questões de cidadania. Apesar de parecer disponível para todos, a realidade é bastante diferente.

A capacidade de transmitir uma variedade de tipos de dados é uma grande inovação da internet e do surgimento do e-mail. Esses dados incluem variações diversas de texto (em formato texto, PowerPoint, tabelas, gráficos), imagens (desenhos e fotos), som (fala e música) e vídeo.

Nesse sentido, confira esse conteúdo completo criado pelo CRIA para aprender a como escrever uma redação do gênero e-mail. Boa leitura.

como escrever uma redacao do genero e-mail
A organização de um texto deve ser feita de um modo que as necessidades sociais sejam atendidas — Foto: Pexels.

O que é o gênero textual e-mail?

O e-mail é considerado um gênero epistolar, visto que é uma transmutação da carta. Além disso, os textos que compõem os e-mails possuem abertura e fechamento, características de uma carta.

Outra semelhança é que estes textos geralmente incluem tópicos bem reduzidos, e ainda se assemelham aos gêneros orais dada sua rapidez e possibilidade de estabelecer um diálogo.

Além disso, diversos gêneros textuais podem ser enviados através do e-mail, já que esse suporte permite o envio de formatos circulares, notícias de jornais, cartas comerciais, atas, mensagens, poesias, letras de música, receitas, formulários e muito mais.

Você também pode se interessar por:

Qual a estrutura do e-mail?

O cabeçalho, o corpo e o anexo compõem a estrutura de um e-mail. No cabeçalho da mensagem encontram-se os elementos essenciais para o envio, como o endereço digital do remetente e o endereço digital do(s) destinatário(s).

Logo a seguir, há um campo opcional que especifica se o envio de cópias é aceitável ou não e um campo de assunto, que geralmente indica se o leitor está interessado em ler a mensagem.

No corpo do e-mail está o espaço destinado para a escrita do texto. Em sua estrutura ainda há a possibilidade do destinatário enviar anexos, se necessário.

Estrutura do e-mail:

  • Assunto; 
  • Vocativo;
  • Corpo do texto; 
  • Despedida; 
  • Assinatura. 

Como escrever uma redação do gênero e-mail?

Como mencionado anteriormente, o e-mail deve ser um meio de comunicação rápido e objetivo, tornando a escrita no gênero textual bastante peculiar.

Assim, o e-mail herda os atributos dos gêneros orais, como a rapidez, a imparcialidade e a capacidade de estabelecer um “diálogo” entre as partes envolvidas.

Desse modo, os e-mails contêm muitas características da fala informal, como o uso de abreviações, apelidos e até mesmo a ausência de revisão, devido ao objetivo desse gênero de simular um diálogo.

Então, as mensagens podem ser curtas e informais ou mais elaboradas e formais. Além disso, a forma de escrita destes textos varia conforme as circunstâncias de comunicação.

No dia a dia, escrevemos para várias pessoas e, às vezes, não sabemos quem é o destinatário de nossa mensagem. Nesse sentido, as circunstâncias que envolvem o uso do e-mail podem variar, mas o contexto determinará o formato do texto escrito e enviado.

Tendo isso em mente, confira o passo a passo de como escrever um e-mail:

Passo a passo de como escrever um e-mail:

No vestibular, pode solicitar-se a escrita do e-mail como gênero textual. Então, confira o passo a passo de como escrever uma redação do gênero e-mail:

1. Saudação adequada:

  • Comece com uma saudação apropriada, usando “Prezado(a)”, “Caro(a)”, “Olá” ou algo semelhante, dependendo do grau de formalidade e do relacionamento com o destinatário.

2. Introdução clara:

  • Apresente o motivo do e-mail de forma clara e direta no início. Não deixe o destinatário adivinhar o propósito da mensagem.

3. Corpo do e-mail:

  • Organização em Parágrafos: Divida o corpo do e-mail em parágrafos curtos para facilitar a leitura.
  • Informações Relevantes: Forneça informações necessárias e evite excesso de detalhes.

4. Tom adequado:

  • Adapte o tom conforme o relacionamento e a formalidade. Evite linguagem excessivamente formal ou informal, exceto se apropriado.

5. Pedido ou ação claro:

  • Se houver um pedido específico ou ação necessária, o formule de maneira clara e direta.

6. Conclusão adequada:

  • Encerre o e-mail de forma educada, usando “Atenciosamente”, “Grato(a)”, “Cordialmente” ou expressão similar.

7. Assinatura:

  • Inclua uma assinatura ao final do e-mail, contendo seu nome, cargo e informações de contato, se aplicável.

8. Revisão:

  • Revise o e-mail para corrigir erros de gramática e ortografia antes de enviar.

Exemplo do gênero textual e-mail:

O e-mail, como meio digital de comunicação, tornou-se uma ferramenta essencial em nosso cotidiano, pois permite trocas de informações rápidas e encurta as distâncias.

Por isso, ele se apresenta como uma ponte eficaz entre interlocutores que se concentram em assuntos acadêmicos, profissionais ou pessoais devido ao seu estilo textual dinâmico e versátil.

Assim, confira abaixo um exemplo de e-mail:

Assunto: Reflexões sobre Micromachismo e a Importância do Diálogo

Prezados(as) [Nome dos Destinatários],

Espero que este e-mail os encontre bem. Gostaria de abordar um tema relevante que tem sido objeto de reflexão em diversos contextos: o micromachismo. Este fenômeno, embora muitas vezes sutil, desempenha um papel significativo na perpetuação de desigualdades de gênero em nossa sociedade.

O micromachismo refere-se a comportamentos, atitudes ou palavras que, de maneira aparentemente inofensiva, contribuem para a manutenção de estereótipos de gênero e reforçam estruturas de poder desiguais. Seja na forma de piadas, comentários depreciativos ou gestos cotidianos, essas manifestações podem ter um impacto duradouro na construção de relações saudáveis e igualitárias.

Diante disso, é fundamental que estejamos atentos(as) e engajados(as) em promover um ambiente livre de micromachismos. A conscientização é o primeiro passo para a mudança, e a promoção do diálogo aberto e respeitoso é essencial. Encorajo a todos(as) a refletirem sobre suas próprias ações e a se posicionarem contra qualquer forma de discriminação de gênero.

Além disso, estamos planejando uma discussão mais aprofundada sobre esse tema em nossa próxima reunião [data e horário]. Será uma oportunidade valiosa para compartilharmos perspectivas, experiências e estratégias para criar um ambiente mais inclusivo e igualitário.

Agradeço desde já pela atenção e participação de todos(as). Juntos(as), podemos contribuir para um ambiente mais justo e respeitoso para todos(as).

Atenciosamente,

[Assinatura]

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já sabe como escrever uma redação do gênero e-mail, pode se dedicar aos estudos. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas como?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

redacao cria
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares — Foto: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, o CRIA libera seu acesso à plataforma. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »