CRIA logo

Como funciona a redação do ENEM: tire suas dúvidas!

Compartilhe

Saber como funciona a redação do ENEM é muito importante para todos os candidatos. Trata-se de uma das principais partes da avaliação.

Como funciona a redação do ENEM é uma das principais dúvidas de qualquer candidato do exame. E não é para menos, já que a pontuação máxima pode garantir a sua vaga na universidade. Sendo um texto dissertativo argumentativo, nada mais importante conhecer a sua estrutura e elementos fundamentais.

É comum que muitos candidatos da prova do ENEM não conheçam a prova a fundo. Desse modo, é preciso compreender como funciona a redação do ENEM, sua estrutura e as 5 competências utilizadas pela banca corretora para a avaliação da nota final.

O exame exige, e muito, dos candidatos. Afinal, é preciso saber desde as competências específicas até conhecimento sobre o gênero dissertativo-argumentativo, além de muito conteúdo trabalhado por anos nos bancos escolares.

Para mandar bem na prova, veja as informações relevantes para você entender como funciona a redação do ENEM que o CRIA preparou para te guiar nessa jornada. Boa leitura.

como funciona a redacao do enem
Guia completo de como funciona a redação do ENEM — Fonte: Freepik.

Como funciona a redação do ENEM?

A redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma parte importante da avaliação dos alunos brasileiros. Ela oferece a oportunidade dos candidatos demonstrarem suas habilidades de análise crítica, domínio da língua portuguesa e habilidades de comunicação escrita.

Veja abaixo uma visão geral que como a prova é organizada:

1. Instruções gerais:

A primeira parte da prova consiste em oferecer um panorama ao aluno. Assim, os inscritos devem seguir certas regras, como: escrever o texto com caneta esferográfica de tinta preta e redigir até 30 linhas.

Além disso, nesse momento, informa-se quais situações podem zerar a prova. Isso é válido para o candidato ter em mente o que deve ou não deve fazer na prova.

2. Textos motivadores

Após as instruções gerais, seguem os textos motivadores. Também conhecidos como recortes ou coletâneas, estes textos fornecem dados, ideias e base para a construção da redação. O gênero textual é diverso, podendo conter charges, canções, poesias, textos científicos, etc.

Vale lembrar que a cópia parcial ou integrar dos textos motivadores podem zerar a redação. Desse modo, o candidato que apenas copiar o texto motivador estará errando a competência 3 e sua pontuação será penalizada.

3. Proposta de redação:

Por fim, a proposta de redação. É, de fato, a última parte da folha de prova e apresenta a temática e o gênero textual que deve ser seguido.

O tema, de fato, é sempre uma grande surpresa. Todos os anos diversos professores e especialistas em ENEM dão seus palpites, mas não há como prever. Desse modo, é importante sempre se manter atualizado com os acontecimentos nacionais, isto é, construir um repertório sociocultural.

Assim, veja a seguir os últimos temas cobrados pelo exame:

2015: “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”;
2016 – 1ª aplicação: “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”;
2016 – 2ª aplicação: “Caminhos para combater o racismo no Brasil”;
2017: “Desafio para a formação educacional de surdos no Brasil”;
2018: “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”;
2019: “Democratização de acesso ao cinema no Brasil”;
2020: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”;
2021: “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”;
2022: “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”.

4. Exemplos de provas anteriores:

Certo, mas ainda está muito abstrato. Se você nunca fez a prova do ENEM, pode estar se perguntando, qual é a cara dela? Todos os anos é diferente, justamente porque os textos motivadores podem aparecer em diversos formatos e gêneros.

Entretanto, o formato vem se mantendo com os anos e é bem provável que continue dessa maneira. Confira algumas provas dos anos anteriores:

ENEM 2022

Tema: “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”

prova de redacao enem 2022
Proposta de redação ENEM 2022 — Fonte: INEP.

ENEM 2021

Tema: “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”

proposta de redacao enem 2021
Proposta de redação ENEM 2021 — Fonte: INEP.

ENEM 2020

Tema: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”

Proposta de redacao 2020
Proposta de redação ENEM 2020 — Fonte: INEP.

Como é calculada a nota do ENEM?

O ENEM usa a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Portanto, cada uma das questões do exame tem um valor associado, que varia conforme o grau de dificuldade. Desse modo, esse método visa evitar o chute e obter notas altas apenas com a sorte.

Portanto, se um participante acertar uma questão considerada difícil, mas errar uma questão simples do mesmo domínio de conhecimento, pode haver um “chute” na resposta, o que pode afetar sua pontuação final.

O TRI é um sistema anti-chute que identifica alguns aspectos das competências que exigidas pelo ENEM. Assim, são elas:

  • Capacidade de discriminação, distinguindo os candidatos com a proficiência requisitada daqueles que não a tem (se o participante é bom em Matemática e/ou Ciências Humanas, etc);
  • Grau de dificuldade de cada questão: fácil, médio ou difícil;
  • Controle de acerto casual (chute).

Como é calculada a nota da redação do ENEM?

Já a redação, é realizada no mesmo dia que as provas de Linguagens e Códigos e as de Ciências Humanas, a redação é a única prova do ENEM cuja pontuação varia de 0 a 1000 pontos.

Além disso, a redação é corrigida seguindo 5 competências, sendo cada uma delas avaliada entre 0 e 200. Então, garantir uma boa nota em cada uma delas é essencial. Desse modo, confira as 5 competências exigidas pelo MEC:

  1. Domínio da norma padrão da língua escrita: avalia a capacidade do candidato de utilizar a língua portuguesa de forma correta e adequada, respeitando as regras gramaticais e ortográficas.
  2. Compreensão da proposta da redação: verifica se o participante compreendeu claramente a proposta apresentada na prova e se sua redação está alinhada com os requisitos do tema proposto.
  3. Seleção e organização de informações: avalia a capacidade de selecionar, relacionar e organizar de forma coerente as informações relevantes para desenvolver o tema da redação.
  4. Demonstração de conhecimento e argumentação: verifica a capacidade do candidato de apresentar argumentos sólidos, consistentes e bem fundamentados, demonstrando conhecimentos gerais e capacidade de construir uma linha de raciocínio convincente.
  5. Elaboração de proposta de intervenção: avalia a capacidade do participante de propor uma solução concreta e viável para o problema abordado no tema da redação, respeitando os direitos humanos e considerando as diferentes perspectivas.

Quais são os critérios de avaliação?

Os critérios de avaliação utilizados pela banca corretora são as 5 competências do ENEM. Assim, a redação pode variar entre 0 a 1000 pontos. A pontuação pode chegar de 0 a 200 para cada uma das competências utilizadas.

Nesse sentido, cada critério recebe uma nota parcial dos corretores, que são, então, combinadas para formar a nota final da redação.

É importante lembrar que a redação pode ser avaliada negativamente se violar os direitos humanos, apresentar um texto em branco, fugir totalmente do tema proposto ou conter informações falsas. Portanto, é fundamental que os candidatos escrevam suas redações com base nesses requisitos e habilidades.

O que pode zerar a redação do ENEM?

Para garantir uma boa pontuação, é preciso estar atento a diversos aspectos da prova. De modo geral, o medo de zerar a redação assombra muitos candidatos. Mas não se preocupe, existe uma cartilha que orienta os participantes do exame para evitar o tão temido zero.

A cartilha de redação do ENEM é um manual essencial para todos os candidatos. Nela, é possível ter acesso às 5 competências que se espera que o candidato apresente na redação. Além disso, ela apresenta as razões pela qual a redação pode ser zerada. Confira:

  • Fuga total ao tema;
  • Não obediência ao tipo dissertativo-argumentativo;
  • Extensão de até 7 (sete) linhas manuscritas, qualquer que seja o conteúdo, ou extensão
    de até 10 (dez) linhas escritas no sistema Braille;
  • Cópia de texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões sem que haja pelo
    menos 8 linhas de produção própria do participante;
  • Desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de
    redação (incluindo os números das linhas na margem esquerda);
  • Números ou sinais gráficos sem função evidente em qualquer parte do texto ou da folha
    de redação (incluindo os números das linhas na margem esquerda);
  • Parte deliberadamente desconectada do tema proposto;
  • Impropérios e outros termos ofensivos, ainda que façam parte do projeto de texto;
  • Assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente
    designado para a assinatura do participante;
  • Texto predominante ou integralmente escrito em língua estrangeira;
  • Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho;
  • Texto ilegível, que impossibilite sua leitura por dois avaliadores independentes.

Parece muita coisa, não é mesmo? Mas não é nada complexo. Com essas informações, fica mais fácil fugir da nota zero.

Como é a estrutura do texto dissertativo argumentativo:

Agora que você já compreendeu como funciona a redação do ENEM, é hora de entender sua estrutura. Diferente de outros vestibulares, a redação do ENEM sempre apresenta o mesmo gênero textual. Isso facilita e muito a vida dos estudantes. Porém, existem algumas particularidades que devem ser observadas.

No total, o participante do exame dispõe de 30 linhas para redigir o texto. Mas não se empolgue logo no começo, já que elas devem ser bem distribuídas ao longo dos parágrafos. Cada parágrafo deve estar dentro de um limite de 5 a 7 linhas para que você não extrapole o limite.

Caso tenha alguma informação fora das linhas destinadas à redação, será ignorada. Veja os elementos principais de cada parágrafo:

Introdução:

A introdução é responsável por introduzir e contextualizar as informações dos próximos parágrafos. Nela, você apresenta o tema que será abordado, dá um contexto para o leitor sobre o assunto e estabelece os propósitos da sua argumentação.

Nesse sentido, é uma seção crucial visando atrair à atenção do leitor, dar uma visão geral do que será discutido e criar a base para os argumentos que serão apresentados nas seções subsequentes.

Assim, sua estrutura é composta por:

  • Contextualização;
  • Defesa da tese;
  • Retomada a temática.

Desenvolvimento:

O parágrafo de desenvolvimento da redação do ENEM é a parte do texto em que você apresenta e discute os argumentos que sustentam sua tese ou perspectiva sobre o tema. Assim, cada parágrafo de desenvolvimento deve incluir uma ideia principal (argumento) e informações, exemplos, dados ou evidências para apoiá-la.

Via de regra, 2 parágrafos de desenvolvimento são suficientes para trabalhar a argumentação, já que existe uma limitação de espaço e de linhas na redação.

Assim, sua estrutura é:

  • Tópico frasal;
  • Explicação;
  • Exemplificação;
  • Conclusão ou fechamento.

Conclusão:

A conclusão é o último parágrafo do texto e, o mais importante, não deve trazer informações novas. Isso se deve ao objetivo do parágrafo, já que não será possível se estender sobre outros assuntos.

Aqui, o candidato encerra sua argumentação de forma convincente e sintetiza as principais questões abordadas. Desse modo, a conclusão deve deixar um impacto duradouro na banca corretora e reforçar a tese ou perspectiva que você defendeu.

Assim, sua estrutura é:

  • Retomada do tema;
  • Proposta de intervenção;
  • Conclusão ou fechamento.

Proposta de intervenção:

A proposta de intervenção é uma obrigatoriedade dentro da conclusão da redação do ENEM. Devido a sua importância, a competência V discorre somente a respeito dela.

Desse modo, essa competência avalia a capacidade do candidato de propor soluções realistas para problemas sociais, respeitando os direitos humanos e princípios de cidadania. Veja a seguir:

proposta de intervencao
Competência V do ENEM. – Fonte: INEP

Para não deixar nenhum participante da prova no escuro, existe uma estrutura de proposta de intervenção. Sendo ela:

  1. Ação: é o que será feito, ou seja, o que é necessário para mudar e/ou melhorar o enfrentamento daquele desafio que a proposta de redação trouxe;
  2. Agente: quem será responsável por essa mudança? Qual o ator social que colocará em prática essa proposta;
  3. Meio ou modo: é o modo pelo qual a ação será posta em prática;
  4. Detalhamento: nesse passo, é importante detalhar alguns dos elementos, por exemplo, especificar o agente, modo, finalidade. Com isso, trazer um pouco mais de detalhes e informações;
  5. Finalidade: ou efeito é o objetivo da proposta de intervenção e seu efeito na sociedade.

Qual a importância da redação do ENEM?

Em suma, a redação do ENEM vai além de ser apenas uma parte da prova. Ela funciona como uma ferramenta para avaliar e desenvolver competências essenciais para os alunos, preparando-os para as lutas acadêmicas e pessoais.

Além disso, desempenha um papel importante no processo de seleção para o ensino superior, tendo um impacto direto nas oportunidades educacionais e profissionais dos participantes.

Por meio da nota no ENEM, é possível que o candidato participe de outros programas governamentais de acesso à educação. Por exemplo, o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), Programa Universidade para todos (ProUni) e o Financiamento estudantil (FIES).

Esses programas que visam democratizar a educação variam nos seus respectivos processos. Entretanto, todos possuem o mesmo objetivo: possibilitar que milhares de jovem cursem o ensino superior. Assim, desde bolsa para faculdades privadas, vagas em universidades federais e até financiamento estudantil.

CRIA: ferramenta de correção de redação por inteligência artificial

Bom, depois de tanta informação, ficou mais fácil entender como funciona a redação do ENEM. Porém, após esse primeiro passo, está na hora de começar a praticar de fato.

E como saber se está no caminho certo? Não se preocupe, o CRIA pode te ajudar.

CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que garante uma correção com grande precisão, baseando-se nas 5 competências do ENEM. Além de entregar essa precisão, tudo isso é feito em até 2 minutos.

Ainda, o CRIA dispõe um banco de dados com centenas de milhares de redações. Então, desde zeradas até aquelas com nota mil, utilizadas como base para IA entregar ao aluno uma descrição detalhada de onde errou, como pode arrumar e o porquê tal erro gera desconto de pontos no ENEM. 

Ao assinar o CRIA, é possível ter acesso a 80 temas para praticar a redação.

temas de redacao
Diversos temas disponibilizados pela plataforma — Fonte: CRIA.

Mas, afinal, para quem é o CRIA:

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes