CRIA logo

O que é concordância nominal? Com exemplos

Compartilhe

O que é concordância nominal? Trata-se de uma regra gramatical que ocorre em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural), assegurando que todas as palavras relacionadas a um substantivo concordem com suas características.

A concordância nominal é um dos aspectos fundamentais da gramática da língua portuguesa. Ela se refere à relação de harmonia entre os elementos de uma frase, garantindo que artigos, adjetivos, pronomes e numerais concordem em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se referem.

Essa regra gramatical é essencial para a clareza, ou seja, coesão e coerência dos textos, permitindo que a mensagem seja transmitida de forma precisa e compreensível.

Assim, entender e aplicar corretamente as normas de concordância nominal é crucial tanto na comunicação escrita quanto na falada, refletindo um bom domínio da língua e evitando mal-entendidos.

Quer entender melhor o que é concordância nominal? Então, continue com o CRIA e boa leitura.

o que e concordancia nominal
O que é concordância nominal? Em resumo, é uma regra gramatical da norma culta que propõe que os substantivos, artigos e substantivos devem concordar em número e gênero – Foto: Freepik.

O que é concordância nominal?

Em resumo, a concordância nominal é a relação entre palavras que assegura que os substantivos concordem em gênero e número com artigos, adjetivos, pronomes e numerais.

Assim, esse é um dos principais mecanismos de coesão na língua portuguesa é a concordância nominal.

Nesse sentido, trata-se da maneira como os elementos de uma oração devem concordar entre si: o adjetivo, o artigo, o numeral e o pronome devem ter o mesmo gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com o substantivo a que se referem.

Você também pode se interessar por:

Quais são os tipos de concordância nominal?

A concordância nominal é uma regra gramatical que permite a escrita seguindo as regras da norma culta, assim, garantindo a harmonia entre os elementos de uma frase.

Ela estabelece as regras pelas quais artigos, adjetivos, pronomes e numerais devem concordar em gênero (masculino ou feminino) e número (singular ou plural) com os substantivos que modificam.

Então, confira os tipos de concordância nominal:

Concordância em Gênero:

Concordância em gênero é uma regra gramatical que exige que os adjetivos, artigos, pronomes e numerais concordem com o gênero (masculino ou feminino) do substantivo ao qual se referem.

Nesse sentido, essa concordância é essencial para manter a coerência e a clareza na comunicação escrita e falada.

Exemplos:

Artigos:

  • Masculino: “O menino” / “Os meninos.”
  • Feminino: “A menina” / “As meninas.”

Adjetivos:

  • Masculino: “O carro novo” / “Os carros novos.”
  • Feminino: “A casa nova” / “As casas novas.”

Pronomes:

  • Masculino: “Este livro” / “Aquele menino.”
  • Feminino: “Esta cadeira” / “Aquela menina.”

Concordância em Número:

Concordância em Número é a regra gramatical que estabelece a necessidade de os elementos da frase, como artigos, adjetivos, pronomes e numerais, concordarem em número (singular ou plural) com o substantivo ao qual se referem.

Exemplos de Concordância em Número:

  1. Artigos:
    • Singular: “O livro,” “A mesa.”
    • Plural: “Os livros,” “As mesas.”
  2. Adjetivos:
    • Singular: “O carro rápido,” “A casa bonita.”
    • Plural: “Os carros rápidos,” “As casas bonitas.”
  3. Pronomes:
    • Singular: “Este livro,” “Aquela cadeira.”
    • Plural: “Estes livros,” “Aquelas cadeiras.”
  4. Numerais:
    • Singular: “Um gato,” “Três amigas.”
    • Plural: “Dois gatos,” “Cinco amigas.”

Concordância em Gênero e Número:

Concordância em Gênero e Número é uma regra gramatical que determina que os artigos, adjetivos, pronomes e numerais devem concordar tanto em gênero (masculino ou feminino) quanto em número (singular ou plural) com o substantivo ao qual se referem.

Assim como as demais regras de concordância, permite que o texto siga as regras gramaticais, resultando em um texto de melhor entendimento.

Exemplos de Concordância em Gênero e Número:

  1. Artigos:
    • Masculino Singular: “O menino”
    • Feminino Singular: “A menina”
    • Masculino Plural: “Os meninos”
    • Feminino Plural: “As meninas”
  2. Adjetivos:
    • Masculino Singular: “O carro novo”
    • Feminino Singular: “A casa nova”
    • Masculino Plural: “Os carros novos”
    • Feminino Plural: “As casas novas”
  3. Pronomes:
    • Masculino Singular: “Este livro”
    • Feminino Singular: “Esta cadeira”
    • Masculino Plural: “Estes livros”
    • Feminino Plural: “Estas cadeiras”
  4. Numerais:
    • Masculino Singular: “Um gato”
    • Feminino Singular: “Uma gata”
    • Masculino Plural: “Dois gatos”
    • Feminino Plural: “Duas gatas”

Regras de Concordância em Gênero e Número:

Continua confuso? Então, confira algumas regras que auxiliam no entendimento:

  1. Adjetivos:
    • Devem concordar em gênero e número com o substantivo: “Livro interessante” (masculino singular) / “Livros interessantes” (masculino plural) / “Casa bonita” (feminino singular) / “Casas bonitas” (feminino plural).
  2. Artigos:
    • Devem concordar em gênero e número com o substantivo: “O amigo” (masculino singular) / “Os amigos” (masculino plural) / “A amiga” (feminino singular) / “As amigas” (feminino plural).
  3. Pronomes:
    • Devem concordar em gênero e número com o substantivo: “Este aluno” (masculino singular) / “Estes alunos” (masculino plural) / “Esta aluna” (feminino singular) / “Estas alunas” (feminino plural).
  4. Numerais:
    • Devem concordar em gênero e número com o substantivo: “Um cachorro” (masculino singular) / “Dois cachorros” (masculino plural) / “Uma gata” (feminino singular) / “Duas gatas” (feminino plural).

E como mandar bem na redação?

Agora que você já o que é tipologia textual, o CRIA pode ser a ferramenta ideal para esse processo. Mas o que é o CRIA?

O CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Além disso, o CRIA realiza previsões de notas por competência, análise de contexto na introdução, previsão de defesa de tese, previsão de fuga ao tema, previsão de intervenção, uso de parônimas e homônimas, etc.

Mas o que o CRIA faz por você?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes