CRIA logo

Provão Paulista 2024: o que é? Como será?

Compartilhe

O Provão Paulista teve sua primeira edição em 2024, sendo seriada entre os 3 anos do Ensino Médio. Veja como funciona o exame.

O Provão Paulista terá a sua primeira edição realizada em 2024. O exame é seriado, ou seja, destinado aos alunos de cada etapa do ensino médio e consiste em questões múltipla escolha, junto a uma redação para os alunos do terceirão.

Neste ano, o governo de São Paulo anunciou a avaliação Provão Paulista para 2024. Realizada pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), a avaliação aumenta as chances de alunos da rede pública ingressarem em instituições de ensino superior estaduais em São Paulo.

O edital completo da primeira edição do Provão Paulista foi publicado no Diário Oficial da União do Estado de São Paulo. No total, 15.369 alunos serão selecionados para as vagas da USP, UNESP, UNICAMP Univesp e Fatecs na edição com ingresso para 2024.

Para entender melhor como será o Provão Paulista, o CRIA elaborou esse conteúdo completo para te guiar nessa jornada. Boa leitura.

provao paulista
Os estudantes poderão concorrer a mais de 10 mil vagas em instituições renomadas do estado de São Paulo – Fonte: Pexels.

O que é a Prova Paulista?

O Vestibular Paulista Seriado, ou “Provão Paulista”, foi criado pelo governo estadual de São Paulo para os alunos de todo o estado. Seu principal objetivo é permitir que alunos do ensino médio ingressem diretamente em universidades públicas do estado.

Assim, trata-se de uma nova forma de acesso ao ensino superior, bem como uma maneira de combater o abandono e a evasão escolar no ensino médio, incentivando os alunos a continuar seus estudos e ingressar em instituições de ensino público.

Você também pode se interessar por:

Como será a Prova Paulista?

Segundo o edital, o Provão Paulista Seriado será constituído de 3 avaliações anuais consecutivas, alinhadas com as três séries do Ensino Médio. Então, durante essas provas, serão aferidas as competências e habilidades adquiridas pelo estudante em cada um dos anos, como segue:

  • 24 questões (Linguagens e suas tecnologias: 20 de Língua Portuguesa e 4 de Língua Inglesa);
  • 24 questões (Ciências da Natureza e suas tecnologias: 8 de cada entre Física, Biologia e Química);
  • 22 questões (Ciências Humanas e Sociais Aplicadas: 7 de História, 7 de Geografia, 4 de Filosofia e 4 de Sociologia);
  • 20 questões (Matemática e suas Tecnologias: 20 de Matemática);
  • Redação.

1º ano do Ensino Médio:

Conforme o edital, o Provão Paulista Seriado I será realizado anualmente e se destina, exclusivamente, a candidatos regularmente matriculados na 1ª série do Ensino Médio, em escolas públicas regulares, no ano de realização da prova.

2º ano do Ensino Médio:

Segundo edital, o Provão Paulista Seriado II será realizado anualmente e se destina, exclusivamente, a candidatos regularmente matriculados na 2ª série do Ensino Médio, em escolas públicas regulares, no ano de realização da prova.

3º ano do Ensino Médio:

De acordo com o edital, Provão Paulista Seriado III será realizado anualmente e se destina, xclusivamente, a candidatos regularmente matriculados na 3ª série do Ensino Médio, em escolas públicas regulares, no ano de realização da prova.

Observação: Não haverá a possibilidade de o candidato realizar no ano seguinte a prova não realizada na etapa anterior.

Quando será a prova?

Até o momento, segundo o site do Governo Estado de São Paulo, para os alunos que estão na 3ª série do Ensino Médio, o exame será realizado em duas datas: nos dias 28 e 29 de novembro de 2023. O primeiro dia terá duração de 4 horas, das 8:00 às 12:00, e o segundo dia contará com 5 horas, das 8:00 às 13:00. 

Já para os alunos da 2ª série do Ensino Médio, a avaliação ocorre nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, no turno matutino. Assim, a ordem das provas por áreas de conhecimento será a mesma.

Por fim, as provas da 1ª série do Ensino Médio estão marcadas também para os dias 30 de novembro e 1º de dezembro, no período vespertino.

Qual será o conteúdo cobrado pela Prova Paulista?

Conforme o edital, o Provão Paulista Seriado I, II e III consistirá em questões de múltipla escolha que abrangerão os tópicos do currículo de sua série, pertencentes às Áreas do Conhecimento trabalhadas nas aulas. Além disso, o Provão Paulista Seriado III incluirá uma redação dissertativa argumentativa como parte da prova.

As provas serão elaboradas com base nas habilidades do Currículo Paulista, na Matriz de Referência para Avaliação e na Matriz de Avaliação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

O que será cobrado em cada dia do Provão Paulista?

O conteúdo previsto para as disciplinas estão disponíveis no Currículo Paulista e na Mariz de Referência para Avaliação e no ENEM. Mas quais conteúdos serão cobrados em cada dia? Confira abaixo:

Primeira dia de prova:

No primeiro dia, serão aplicados os exames de linguagens e ciências da natureza.

Segundo dia de prova:

Já no segundo dia, ocorrerão as avaliações de matemática, ciências humanas, ciências sociais e redação para os alunos do terceiro ano do ensino médio.

Observação: a aplicação das provas será na própria unidade onde os alunos estudam.

Como será a redação do Provão Paulista?

A redação do Provão Paulista será do gênero textual dissertativo-argumentativo. Embora tenhamos essa informação, essa será a primeira edição da prova, ou seja, ainda não possuímos o parâmetro dos elementos cobrados.

Entretanto, segundo o edital, o exame baseia-se no Currículo Paulista e também no ENEM. Assim, a estrutura da dissertação argumentativa é o caminho para todos os candidatos.

Sendo assim, a estrutura composicional tradicional desse gênero textual é:

Introdução

A introdução do texto dissertativo-argumentativo é a parte inicial do texto. Além disso, apresenta o tema abordado e chama a atenção do leitor para a argumentação construída ao longo do texto. Segue abaixo sua estrutura:

  • Contextualização: é o momento de apresentar um contexto geral sobre o tema abordado, através de comparação, exemplificação, jurismo e alusão histórica.
  • Defesa da tese: todo texto argumentativo-dissertativo deve apresentar uma tese para defender a opinião do redator. Lembre-se que ela precisa se basear em dados, argumentos, etc.
  • Retomada a temática: é o momento de retomar a temática abordada pela proposta de redação. Em algum ponto, pode até parecer repetitivo. Contudo, deve-se partir do princípio que o leitoe ou corretor do texto não sabe nada sobre o assunto. Além disso, permite que o redator do texto não fuja do tema.

Desenvolvimento

O desenvolvimento é a parte da estrutura responsável por organizar os argumentos e evidências para sustentar a sua tese. Para não tangenciar o assunto proposto, defenda argumentos que estão dentro da proposta de redação.

Nesse sentido, lembre-se que apresentar um argumento robusto é necessário. Escrever frases como: “Na minha opinião”, “eu acho” não são válidos como meios de argumentação. Lembre-se de trazer dados estatísticos, teorias de sociólogos para sustentar suas ideias.

Vale lembrar que cada instituição que faz a prova de vestibular ou o ENEM delimitam uma determinada quantidade de linhas para redigir da redação. Nesse sentido, fique atento para a organização do texto. Então, apresentar um ou dois parágrafos de desenvolvimento vai depender dessa questão.

Para a dissertação argumentativa, é necessário apresentar 2 argumento, e cada um deles precisa de um parágrafo de desenvolvimento.

De modo geral, pode-se dizer que a estrutura do desenvolvimento varia de acordo com a abordagem do autor e a complexidade do tema. No entanto, em geral, é possível organizá-la em3 partes:

  • Apresentação do argumento: apresenta o argumento desenvolvido ao longo do parágrafo de maneira clara e objetiva.
  • Desenvolvimento do argumento: explica e desenvolve o argumento apresentado, utilizando exemplos, dados, fatos e informações que sustentem a sua posição. Deve ser de maneira coerente e organizada.
  • Conclusão do argumento: deve concluir o argumento apresentado, reforçando a sua posição e evidenciando a importância do ponto de vista defendido.

Conclusão

Por fim, a conclusão é a última parte do texto. Sua construção serve para reforçar a tese defendida pelo redator. Então, esse é o momento de arrematar todas as ideias apresentadas anteriormente. Além disso, retome a temática sempre.

Evite a todo custo introduzir novos argumentos, ou seja, não traga nenhuma informação nova ou pontos não trabalhados nos parágrafos anteriores. Afina, a introdução de novas informações nesse momento pode prejudicar a nota, já que não haverá espaço para abordar de maneira detalhada.

Observação: Apenas inclua a proposta de intervenção caso solicitado.

Quem poderá fazer a Prova Paulista?

O Provão Paulista é aberto a todos os alunos do ensino médio em escolas públicas do estado de São Paulo e Etecs. Assim, os estudantes não precisam se inscrever, visto que a inscrição ocorre automaticamente pelo Estado de São paulo.

Além disso, os alunos de fora do estado também poderão participar da prova mediante a inscrição durante o período de 29/09 a 06/10/2023.

Em quais instituições os ingressos irão estudar?

Distribuem-se 15.369 vagas nas seguintes universidades: Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) e nas Faculdades de Tecnologia de São Paulo (Fatecs);

Sendo:

Como selecionar os cursos desejados?

Para selecionar as opções desejadas, é preciso acessar o portal e informar o número de Registro do Aluno (RA), identificação fornecida pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) aos estudantes de todos os estabelecimentos de ensino localizados no Estado.

Assim, o número do RA é diferente do Registro de Matrícula (RM) no CPS e pode ser consultado na secretaria da Etec.

Após informar o RA, o estudante deverá inserir suas informações pessoais, preencher um relatório socioeconômico e definir uma senha de acesso ao sistema.

Desse modo, é possível optar por cursos de diferentes instituições, localidades e áreas do conhecimento.

Então, os estudantes podem pleitear vagas simultaneamente em cada um dos três grupos, sem ordem de prioridade. No primeiro estão as opções de USP, Unicamp e Unesp. Em seguida, no segundo, das Fatecs. Por fim, no terceiro, da Univesp.

Até dia 8 de dezembro, prazo final para indicação das vagas, o estudante poderá alterar suas escolhas no site. Assim, o aluno tem a possibilidade de indicar até três opções de cursos nos grupos 1 e 3. No primeiro grupo é possível selecionar até duas instituições diferentes.

Entretanto, no caso das Fatecs, pode escolher até cinco cursos. Não é obrigatório preencher todas as opções. Após o prazo final, o acesso ao portal estará disponível apenas para consulta.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Quer se preparar para a redação do Provão Paulista? O CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

provao paulista
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Fonte: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, o CRIA libera seu acesso à plataforma. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Fonte: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »