CRIA logo

Interpretação de texto no ENEM: como é cobrada?

Compartilhe

A habilidade de interpretação de texto no ENEM é uma das competências avaliadas em diversos aspectos da prova. Estar preparado é crucial.

A interpretação de texto no ENEM é uma competência fundamental, já que permite que os candidatos compreendam informações, ideias e mensagens presentes em textos escritos do exame. Além disso, possibilita o bom entendimento da proposta de redação.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) tem ganho importância devido ao uso de seus resultados como uma forma de seleção para acesso ao ensino superior.

Assim, isso ocorre porque o exame avalia os conhecimentos adquiridos durante a Educação Básica até a conclusão do Ensino Médio e, de forma indireta, também avalia os sistemas educacionais no Brasil.

Mas para garantir uma boa pontuação no exame, o candidato deve ler e interpretar textos de diferentes gêneros textuais e associá-los. Por isso, a interpretação é importante para a prova objetiva de linguagens, códigos e suas tecnologias no ENEM e para a leitura da proposta de redação do ENEM.

Nesse sentido, o CRIA elaborou esse conteúdo completo sobre interpretação de texto no ENEM. Boa leitura.

interpretacao de texto no enem
Quando se trata de interpretar, é necessário prestar atenção ao enunciado e distinguir entre as opções de acordo com o que o texto quer dizer. – Fonte: Pexels

O que é interpretação de texto?

Etimologicamente, a palavra “interpretar” vem do latim “interpes”, referindo-se à pessoa que examinava as entranhas de um animal para prever o futuro. Dessa forma, a interpretação de texto não é mera codificação ou leitura rasa.

Antes de tudo, lidar com a linguagem é fundamental para aumentar o significado do texto. Para isso, a linguagem precisa ser decifrada e interpretada, pois é um enigma elaborado pelo autor, principalmente em se tratando da literatura.

Embora existam várias interpretações possíveis de um texto, mas não há necessidade de falar de interpretações infinitas. Afinal, o texto não suporta todas as interpretações possíveis, visto que algumas delas podem excedê-lo e quebrar sua estrutura e coesão.

Isso significa que interpretar um texto é tentar entender os signos linguísticos presentes nele. Portanto, a interpretação de texto é a capacidade de entender e extrair o significado de um texto escrito, seja ele um poema, artigo, livro, documento, ensaio, notícia ou qualquer outro tipo e gênero.

Desse modo, essa habilidade requer uma compreensão do conteúdo, da estrutura e das intenções do autor ao escrever o texto.

Você também pode se interessar por:

10 Dicas de interpretação de texto no ENEM

A interpretação de texto é um componente crítico da prova, já que muitas questões requerem uma compreensão profunda de tipos variados de textos, como artigos, ensaios, gráficos e documentos acadêmicos.

A capacidade de compreender, analisar e extrair informações de textos é essencial para um bom desempenho no exame. Assim, para superar com sucesso o desafio da interpretação de texto no ENEM, é fundamental implementar técnicas eficazes.

Desse modo, confira como a interpretação de texto no ENEM é cobrada:

1. Leia com atenção:

O primeiro passo é uma leitura cuidadosa. Então, antes de responder a qualquer pergunta, leia com atenção o texto do enunciado e o associado à pergunta.

Portanto, atente-se aos detalhes e destaque informações importantes que podem te ajudar a compreender melhor.

2. Identifique o tipo de texto:

Entenda o tipo de texto que está sendo apresentado. É narrativo, descritivo, argumentativo, informativo, literário, científico, etc.?

A ação ajuda a contextualizar o que está sendo lido.

3. Considere o contexto:

Tente entender o contexto geral do texto. Quem é o autor? Qual é o público-alvo? Qual é o propósito? Essas informações podem oferecer insights valiosos para a interpretação.

4. Palavras-chave no enunciado:

Preste atenção às palavras-chave no enunciado da questão, como “por que”, “qual”, “quem”, “onde”, etc. Afinal, esses termos indicam o que a pergunta está exigindo do candidato.

5. Volte ao texto:

Se uma pergunta parece desafiadora, volte ao texto original para procurar as informações relevantes. Às vezes, as respostas estão nas entrelinhas.

6. Use o contexto para entender palavras desconhecidas:

Se encontrar palavras que não conhece, use o contexto ao redor delas para deduzir seu significado. Desse modo, muitas vezes, o contexto pode esclarecer palavras desconhecidas.

7. Mantenha-se no texto:

Certifique-se de que suas respostas se baseiam nas informações do texto. Assim, evite especulações ou informações não relacionadas.

8. Pratique regularmente:

A prática é essencial para aprimorar suas habilidades de interpretação de texto no ENEM. Então, resolva questões de interpretação de edições anteriores do exame e faça exercícios de leitura regularmente.

9. Gerencie seu tempo:

O ENEM tem um limite de tempo, portanto, gerencie seu tempo efetivamente durante a prova. Então, se uma questão for particularmente difícil, não gaste muito tempo com ela; passe para a próxima e retorne mais tarde, se possível.

10. Leia diversas fontes de texto:

Além de praticar com questões do ENEM, leia uma variedade de textos, como artigos, notícias, ensaios e literatura, para desenvolver sua capacidade de interpretar diferentes gêneros textuais.

A interpretação é uma habilidade que pode ser aprimorada com prática constante e esforço. Assim, quanto mais você praticar a leitura e a interpretação de textos diversos, mais confiante e competente se tornará na resolução das questões do ENEM.

Então, ao dominar a arte da interpretação de texto, você estará melhor preparado para enfrentar o exame e alcançar o sucesso desejado em sua jornada educacional.

Exemplos de questões de interpretação de texto no ENEM

A interpretação de texto desempenha um papel fundamental nas provas do ENEM, uma vez que muitas questões exigem que os participantes compreendam e analisem informações de textos complexos.

Assim, para ajudar os candidatos a se prepararem com sucesso, confira exemplos de questões de interpretação que já foram apresentadas no exame.

Exercício 1

ENEM-2022

O Recife fervilhava no começo da década de 1990, e os artistas trabalhavam para resgatar o prestígio da cultura pernambucana. Era preciso se inspirar, literalmente, nas raízes sobre as quais a cidade se construiu. Foi aí que, em 1992, com a publicação de um manifesto escrito pelo músico e jornalista Fred Zero Quatro, da banda Mundo Livre S/A, nasceu o manguebeat. O nome vem de “mangue”, vegetação típica da região, e “beat”, para representar as batidas e as influências musicais que o movimento abraçaria a partir dali.

Era a hora e a vez de os caranguejos — aos quais os músicos recifenses gostavam de se comparar — mostrarem as caras: o maracatu e suas alfaias se misturaram com as batidas do hip-hop, as guitarras do rock, elementos eletrônicos e o sotaque recifense de Chico Science. A busca pelo novo rendeu uma perspectiva diferente do Brasil ao olhar para o Recife. A cidade deixou de ser o lugar apenas do frevo e do carnaval, transformando-se na ebulição musical que continua a acontecer mesmo após os 25 anos do lançamento do primeiro disco da Nação Zumbi, Da lama ao caos.   FORCIONI, G. et al. O mangue está de volta. Revista Esquinas, n. 87, set 2019 (adaptado).
 Chico Science foi fundamental para a renovação da música pernambucana, fato que se deu pela

a) utilização de aparelhos musicais eletrônicos em lugar dos instrumentos tradicionais.
b) ocupação de espaços da natureza local para a produção de eventos musicais memoráveis.
c) substituição de antigas práticas musicais, como o frevo, por melodias e harmonias inovadoras.
d) recuperação de composições tradicionais folclóricas e sua apresentação em grandes festivais.
e) integração de referenciais culturais de diferentes origens, criando uma nova combinação estética.

GABARITO: E

Exercício 2

ENEM-2022

 Vanda vinha do interior de Minas Gerais e de dentro de um livro de Charles Dickens. Sem dinheiro para criá-la, sua mãe a dera, com seus sete anos, a uma conhecida. Ao recebe-la, a mulher perguntou o que a garotinha gostava de comer. Anotou tudo num papel. Mal a mãe virou as costas, no entanto a fulana amassou a lista e, como uma vilã de folhetim, decretou: “A partir de hoje, você não vai mais nem sentir cheiro dessas comidas!”.

   Vanda trabalhou lá até os quinze anos, quando recebeu a carta de uma prima com uma nota de cem cruzeiros, saiu de casa com a roupa do corpo e fugiu num ônibus para São Paulo.

    Todas as vezes que eu e minha irmã a importunávamos com nossas demandas de criança mimada, ela nos contava histórias da infância de gata-borralheira, fazia-nos apertar seu nariz quebrado por uma das filhas da “patroa” com um rolo de amassar pão e nos expulsava da cozinha: “Sai pra lá, peste, e me deixa acabar essa janta”.

PRATA, A. Nu de botas. São Paulo: Cia. das Letras, 2013 (adaptado). 

Pela ótica do narrador, a trajetória da empregada de sua casa assume um efeito expressivo decorrente da 

a) citação a referências literárias tradicionais.
b) alusão à inocência das crianças da época.
c) estratégia de questionar a bondade humanas.
d) descrição detalhada das pessoas do interior.
e) representação anedótica de atos de violência.

GABARITO: E

Exercício 3

ENEM-2022

10 de maio
        Fui na delegacia e fale com o tenente. Que homem amável! Se eu soubesse que ele era tão amava eu teria ido na delegacia na primeira intimação. […] O tenente interessou-se pela educação dos meus filhos. Disse-me que a favela é um ambiente propenso, que as pessoas tem mais possibilidade de delinquir do que tornar-se útil a pátria e ao país. Pensei: se ele sabe disto, porque não faz um relatório e envia para os políticos? O senhor Jânio Quadros, o Kubstchek e o Dr. Adhemar de Barros? Agora falar para mim, que sou uma pobre lixeira. Não posso resolver nem as minhas dificuldades.         … O Brasil precisa ser dirigido por uma pessoa que já passou fome. A fome tambem é professora.         Quem passa fome aprende a pensar no próximo, e nas crianças.
JESUS, C. M. Quarto de despejo: diário de uma favelada. São Paulo: Ática, 2014. 
A partir da intimação recebida pelo filho de 9 anos, a autora faz uma reflexão em que transparece a 

a) lição de vida comunicada pelo tenente.
b) predisposição materna para se emocionar.
c) atividade política marcante da comunidade.
d) resposta irônica ante o discurso da autoridade.
e) necessidade de revelar seus anseios mais íntimos.

GABARITO: D

Exercício 4

ENEM-2022

Projeto na Câmara de BH quer a vacinação gratuita de  cães contra a leishmaniose
A doença é grave e vem causando preocupação na região metropolitana da capital mineira
        Ela é uma doença grave, transmitida pela picada do mosquito-palha, e afeta tanto os seres humanos quanto os cachorros: a leishmaniose. Por ser um problema de saúde pública, a doença pode ganhar uma ação preventiva importante, caso um projeto de lei seja aprovado na Câmara Municipal de Belo Horizonte (CMBH). Diante do alto número de casos da doença na Grande BH, a Comissão de Saúde e Saneamento da CMBH aprovou a proposta de realização de campanhas públicas de vacinação gratuita de cães contra a leishmoniose, tema do PL 404/17, apreciado pelo colegiado em reunião ordinária, no dia 6 de dezembro. 
Disponível em: https://revista encontro.com.br. Acesso em: 11 dez 2017.

Essa notícia além de cumprir sua função informativa, assume o papel de 

a) fiscalizar as ações de saúde e saneamento da cidade.
b) defender serviços gratuitos de atendimento á população.
c) conscientizar a população sobre grave problema de saúde pública.
d) propor campanhas para a ampliação de acesso aos serviços públicos.
e) responsabilizar os agentes públicos pela demora na tomada de decisões. 

GABARITO: C

Exercício 5

Criado há cerca de 20 anos na Califórnia, o mountainboard é um esporte de aventura que utiliza uma espécie de skate off-road para realizar manobras similares às das modalidades de snowboard, surf e do próprio skate. A atividade chegou ao Brasil em 1997 e hoje possui centenas de praticantes, um circuito nacional respeitável e mais de uma dezena de pistas espalhadas pelo país. Segundo consta na história oficial, o mountainboard foi criado por praticantes de snowboard que sentiam falta de praticar o esporte nos períodos sem neve.

Para isso, eles desenvolveram um equipamento bem simples: uma prancha semelhante ao modelo utilizado na neve (menor e um pouco menos flexivel), com dois eixos bem resistentes, alças para encaixar os pés e quatro pneus com câmaras de ar para regular a velocidade que pode ser alcançada em diferentes condições. Com essa configuração, o esporte se mostrou possível em diversos tipos de terrenos: grama, terra, pedras, asfalto e areia. Além desses pisos, também é possível procurar pelas próprias trilhas para treinar as manobras.
Disponível em: www.webventure.com.br. Acesso em: 19 jun. 2019.
A história da prática do moutainboard representa uma das principais marcas das atividades na aventura, caracterizada pela

a) competitividade entre seus praticantes.
b) atividades em padrões técnicos administrativos.
c) modalidade com regras predeterminadas.
d) criatividade para adaptações a novos espaços.
e) necessidade de espações definidos para a sua realização.

GABARITO: D

Aprimore sua escrita com o CRIA

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele usa modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza previsões de notas por competência, análise de contexto na introdução, previsão de defesa de tese, previsão de fuga ao tema, previsão de intervenção, uso de parônimas e homônimas, etc.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Fonte: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então cadastre-se agora.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »