CRIA logo

Como usar sinônimos e antônimos no ENEM? Não erre mais!

Compartilhe

Os sinônimos e os antônimos são palavras ou expressões que atuam como recursos linguísticos para uma boa estratégia de redação. Então, entender como usar sinônimos e antônimos no ENEM faz parte da jornada para nota mil.

Ao usar estrategicamente sinônimos e antônimos, você pode melhorar sua redação para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), demonstrando um vocabulário diversificado e uma compreensão profunda do assunto.

Assim, dominar esses recursos linguísticos traz riqueza ao léxico e evita a repetição de palavras. Desse modo, repetir a mesma expressão ou termo pode indicar uma falta de vocabulário apropriado para o gênero do texto exigido pela prova.

Então, a competência 4 do ENEM exige que os candidatos demonstrem fluidez e clareza no texto. Isso significa que você precisa dominar a norma culta da língua escrita, além dos sinônimos e antônimos.

Não sabe como utilizá-los da maneira correta? Então, confira esse conteúdo completo do CRIA para te guiar nessa jornada e boa leitura.

como usar sinonimos e antonimos no enem
Como usar sinônimos e antônimos no ENEM: tudo o que você precisa saber — Fonte: Pexels.

O que são sinônimos e antônimos?

Os sinônimos referem-se a palavras ou expressões que têm significados semelhantes ou comparáveis. Já os antônimos são palavras possuem significados opostos, ou seja, sentidos contrários uns aos outros.

Esses fenômenos linguísticos são estudados pela semântica, o qual é um ramo da Linguística responsável pelo estudo da significação e do sentido das palavras, e da interpretação das sentenças e dos enunciados. Assim, ela é o sentido geral de palavras ou de textos.

Então, veja mais a fundo aqui:

Sinônimos:

Os sinônimos são palavras que estabelecem uma relação de sinonímia, ou seja, possuem significados semelhantes. Então, isso significa que eles podem ser usados para comunicar o mesmo significado em vários contextos.

Trata-se, então, de uma maneira de aumentar o vocabulário e evitar repetições excessivas na linguagem falada. Ao invés de repetir uma determinada palavra ou expressão, você pode substituí-las por sinônimos.

Desse modo, segundo o dicionário Priberam, a palavra sinônimo é de origem grega e sua etimologia é:

Origem etimológica: latim synonymum, -i, do grego sunónumon, neutro de sunónumos, -os, -on, que tem o mesmo nome, que tem o mesmo significado.

Exemplos:

Queda na Taxa Selic pode beneficiar economia brasileira”
Aumento na Taxa Selic pode ajudar a economia brasileira”

“Os desafios da economia criativa na era da inteligência artificial”
“Os obstáculos da economia criativa na era da inteligência artificial”

“Argentinos lutam para encontrar produtos após disparada de preços”
“Argentinos lutam para encontrar produtos após aumento de preços”

Antônimos:

Antônimos são palavras ou frases que têm significados diferentes ou opostos. Em outras palavras, esses termos têm significados diferentes e frequentemente estão em oposição.

Assim, quando 2 palavras são antônimas, significam conceitos opostos ou que possuem características diferentes.

Desse modo, o dicionário Priberam define como antônimo:

“Palavra que tem significado contrário ao de outra ou significado que se lhe opõe de alguma maneira”

Exemplos:

Queda na Taxa Selic pode beneficiar economia brasileira”
Aumento na Taxa Selic pode prejudicar a economia brasileira”

“Os desafios da economia criativa na era da inteligência artificial”
“Os avanços da economia criativa na era da inteligência artificial”

“Argentinos lutam para encontrar produtos após disparada de preços”
“Argentinos comemoram ao encontrar produtos após diminuição de preços”

Como usar sinônimos e antônimos no ENEM?

Uma maneira de melhorar sua redação, interpretação de texto e argumentação no ENEM é usar sinônimos e antônimos. Assim, aqui estão algumas dicas sobre como usar sinônimos e antônimos no ENEM:

Redação:

Apresentar uma variação vocabular na redação demonstra domínio da linguagem formal. Além disso, evita a repetição de palavras. Assim, isso é fundamental para um texto fluído e coeso.

Interpretação de texto:

Na hora da interpretação da prova objetiva, esteja atento aos sinônimos e antônimos ao ler textos. Afinal, eles podem ajudá-lo a entender palavras difíceis ou o contexto geral do texto.

Questões objetivas:

Já nas questões objetivas de múltipla escolha, verifique as alternativas e encontre sinônimos ou antônimos que possam ajudá-lo a escolher a resposta correta. Assim, essa pode ser a grande diferença se você estiver com dúvidas entre duas alternativas.

Sinônimos e antônimos na redação do ENEM

As palavras desempenham um papel fundamental na expressão de ideias e na comunicação de conceitos. Assim, em situações como essa, o uso adequado de sinônimos e antônimos se torna uma ferramenta linguística que vai além da escolha de vocabulário, tornando-se importante para a construção de discursos ricos e coesos.

Então, quando você está escrevendo para o ENEM, ao usar esses recursos de maneira estratégica, não apenas o conteúdo textual é enriquecido, mas também demonstra uma compreensão ampla da língua, resultando em uma comunicação mais compreensível, precisa e persuasiva.

Desse modo, vamos a alguns exemplos práticos de sinônimos que podem ser inseridos na redação:

Sociedade:

  • População;
  • Comunidade;
  • Coletividade

Jovem:

  • Adolescente;
  • Rapaz/Moça.

Lei:

  • Norma;
  • Regra;
  • Preceito.

Violência:

  • Crueldade;
  • Agressão;
  • Brutalidade.

Necessário:

  • Fundamental;
  • Essencial;
  • Crucial.

Analisar:

  • Examinar;
  • Explorar;
  • Verificar.

Lista de sinônimos e antônimos para utilizar no ENEM:

As palavras são uma ferramenta poderosa para comunicar ideias, transmitir nuances e convencer os leitores. E esse é o objetivo de uma boa redação no ENEM, certo?

Dentro desse contexto, a habilidade de empregar sinônimos e antônimos da maneira correta é essencial. Assim, confira essa lista com os principais vocábulos para utilizar na redação do ENEM:

Sinônimos:

  1. Iniciar: Começar, principiar.
  2. Otimizar: Melhorar, aprimorar.
  3. Complexo: Complicado, intricado.
  4. Evidenciar: Mostrar, destacar.
  5. Abundante: Farto, copioso.
  6. Precário: Inseguro, instável.
  7. Diversificar: Variar, alternar.
  8. Promover: Estimular, incentivar.
  9. Resplandecer: Brilhar, reluzir.
  10. Detrimento: Prejuízo, desvantagem.
  11. Voraz: Ávido, faminto.
  12. Abundância: Profusão, fartura.
  13. Renomado: Famoso, célebre.
  14. Inovar: Criar, inventar.
  15. Repudiar: Rejeitar, repelir.
  16. Preconceito: Discriminação, estereótipo.
  17. Eficiente: Eficaz, competente.
  18. Mudança: Transformação, alteração.
  19. Resistente: Durável, robusto.
  20. Hostil: Agressivo, adverso.

Antônimos:

  1. Aceitar: Recusar, rejeitar.
  2. Ativo: Passivo, inerte.
  3. Bem-sucedido: Mal-sucedido, fracassado.
  4. Concordar: Discordar, divergir.
  5. Coragem: Medo, covardia.
  6. Desenvolver: Estagnar, retroceder.
  7. Eficiente: Ineficiente, inadequado.
  8. Generoso: Avarento, mesquinho.
  9. Harmonia: Conflito, discórdia.
  10. Incluir: Excluir, omitir.
  11. Jovial: Envelhecido, maduro.
  12. Leal: Traiçoeiro, desleal.
  13. Minimizar: Maximizar, ampliar.
  14. Ordem: Desordem, caos.
  15. Paz: Conflito, guerra.
  16. Rápido: Lento, demorado.
  17. Seguro: Inseguro, incerto.
  18. Tolerante: Intolerante, rígido.
  19. Útil: Inútil, dispensável.
  20. Vitória: Derrota, fracasso.

Exercícios de sinônimos e antônimos

O domínio de sinônimos e antônimos é uma habilidade crucial para aumentar o vocabulário e melhorar a comunicação. Por isso, eles são essenciais na redação do ENEM, além de estarem presentes nas questões objetivas de Linguagens, códigos e suas tecnologias.

Assim, confira algumas questões que trabalham essa relação de sinonímia e antonímia:

Questão ENEM – 2012

O sedutor médio
Vamos juntar
Nossas rendas e
expectativas de vida
querida,
o que me dizes?
Ter 2, 3 filhos
e ser meio felizes?

VERISSIMO, L. F. Poesia numa hora dessas?! Rio de Janeiro: Objetiva, 2002.

No poema O sedutor médio, é possível reconhecer a presença de posições críticas

a) nos três primeiros versos, em que “juntar expectativas de vida” significa que, juntos, os cônjuges poderiam viver mais, o que faz do casamento uma convenção benéfica.
b) na mensagem veiculada pelo poema, em que os valores da sociedade são ironizados, o que é acentuado pelo uso do adjetivo “médio” no título e do advérbio “meio” no verso final.
c) no verso “e ser meio felizes?”, em que “meio” é sinônimo de metade, ou seja, no casamento, apenas um dos cônjuges se sentiria realizado.
d) nos dois primeiros versos, em que “juntar rendas” indica que o sujeito poético passa por dificuldades financeiras e almeja os rendimentos da mulher.
e) no título, em que o adjetivo “médio” qualifica o sujeito poético como desinteressante ao sexo oposto e inábil em termos de conquistas amorosas.

Gabarito: B

Questão 2 – ENEM 2010

Em nosso cotidiano, utilizamos as palavras calor e temperatura de forma diferente de como elas são usadas no meio científico. Na linguagem corrente, calor é identificado como “algo quente”! e temperatura mede a “quantidade de calor de um corpo”. Esses significados, no entanto, não conseguem explicar diversas situações que podem ser verificadas na prática.

Do ponto de vista científico, que situação prática mostra a limitação dos conceitos corriqueiros de calor e temperatura?

a) A temperatura da água pode ficar constante durante o tempo em que estiver fervendo.
b) Uma mãe coloca a mão na água da banheira do bebê para verificar a temperatura da água.
c) A chama de um fogão pode ser usada para aumentar a temperatura da água em uma panela.
d) A água quente que está em uma caneca é passada para outra caneca a fim de diminuir sua temperatura.
e) Um forno pode fornecer calor para uma vasilha de água que está em seu interior com menor temperatura do que a dele.

Gabarito: A

Questão 3 – ENEM 2017

Nuances
Euforia: alegria barulhenta. Felicidade: alegria silenciosa.
Gravar: quando o ator é de televisão. Filmar: quando ele quer deixar claro que não é de televisão.
Grávida: em qualquer ocasião.
Gestante: em filas e assentos preferenciais.
Guardar: na gaveta.
Salvar: no computador.
Salvaguardar: no Exército.
Menta: no sorvete, na bala ou no xarope. Hortelã: na horta ou no suco de abacaxi.
Peça: quando você vai assistir.
Espetáculo: quando você está em cartaz com ele.

O texto trata da diferença de sentido entre vocábulos muito próximos. Essa diferença é apresentada considerando-se a(s)

a) alternâncias na sonoridade.
b) adequação às situações de uso.
c) marcação flexional das palavras.
d) grafia na norma-padrão da língua.
e) categorias gramaticais das palavras.

Gabarito: B

Questão 4 – ENEM 2014

TEXTO I

João Guedes, um dos assíduos frequentadores do boliche do capitão, mudara-se da campanha havia três anos. Três anos de pobreza na cidade bastaram para o degradar. Ao morrer, não tinha um vintém nos bolsos e fazia dois meses que saíra da cadeia, onde estivera preso por roubo de ovelha.
A história de sua desgraça se confunde com a da maioria dos que povoam a aldeia de Boa Ventura, uma cidadezinha distante, triste e precocemente envelhecida, situada nos confins da fronteira do Brasil com o Uruguai.

MARTINS, C. Porteira fechada. Porto Alegre: Movimento, 2001 (fragmento).

TEXTO II

Comecei a procurar emprego, já topando o que desse e viesse, menos complicação com os homens, mas não tava fácil. Fui na feira, fui nos bancos de sangue, fui nesses lugares que sempre dão para descolar algum, fui de porta em porta me oferecendo de faxineiro, mas tava todo mundo escabreado pedindo referências, e referências eu só tinha do diretor do presídio.

FONSECA, R. Feliz Ano Novo. São Paulo: Cia. das Letras, 1989(fragmento).

A oposição entre campo e cidade esteve entre as temáticas tradicionais da literatura brasileira. Nos fragmentos dos dois autores contemporâneos, esse embate incorpora um elemento novo: a questão da violência e do desemprego. As narrativas apresentam confluência, pois nelas o(a)

a) criminalidade é algo inerente ao ser humano, que sucumbe a suas manifestações.
b) meio urbano, especialmente o das grandes cidades, estimula uma vida mais violenta.
c) falta de oportunidades na cidade dialoga com a pobreza do campo rumo à criminalidade
d) êxodo rural e a falta de escolaridade são causas da violência nas grandes cidades.
e) complacência das leis e a inércia das personagens são estímulos à prática criminosa.

Gabarito: C

Questão 5 – ENEM 2014

E se a água potável acabar? O que aconteceria se a água potável do mundo acabasse?

As teorias mais pessimistas dizem que a água potável deve acabar logo, em 2050. Nesse ano, ninguém mais tomará banho todo dia. Chuveiro com água só duas vezes por semana. Se alguém exceder 55 litros de consumo (metade do que a ONU recomenda), seu abastecimento será interrompido. Nos mercados, não haveria carne, pois, se não há água para você, imagine para o gado. Gastam-se 43 mil litros de água para produzir 1 kg de carne. Mas, não é só ela que faltará. A Região Centro-Oeste do Brasil, maior produtor de grãos da América Latina em 2012, não conseguiria manter a produção. Afinal, no país, a agricultura e a agropecuária são, hoje, as maiores consumidoras de água, com mais de 70% do uso. Faltariam arroz, feijão, soja, milho e outros grãos.

Disponível em: http://super.abril.com.br. Acesso em: 30 jul. 2012.

A língua portuguesa dispõe de vários recursos para indicar a atitude do falante em relação ao conteúdo de seu enunciado. No início do texto, o verbo “dever” contribui para expressar

a) uma constatação sobre como as pessoas administram os recursos hídricos.
b) a habilidade das comunidades em lidar com problemas ambientais contemporâneos.
c) a capacidade humana de substituir recursos naturais renováveis.
d) uma previsão trágica a respeito das fontes de água potável.
e) uma situação ficcional com base na realidade ambiental brasileira.

Gabarito: D

CRIA: desenvolva sua habilidade de escrita

Saber como usar sinônimos e antônimos no ENEM é fundamental para gabaritar a redação e mandar bem nas questões objetivas de linguagem. Mas ainda não sabe como? O CRIA pode te ajudar.

CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que garante uma correção com grande precisão, baseando-se nas 5 competências do ENEM. Assim, para a praticidade do estudante, a correção é entregue até 2 minutos

Além disso, o CRIA dispõe um banco de dados com centenas de milhares de redações. Então, desde zeradas até aquelas com nota mil, utilizadas como base para IA, nós entregamos ao aluno uma descrição detalhada de onde errou, como arrumar e o porquê tal erro gera desconto de pontos no ENEM. 

Após enviar a sua redação para a correção, o CRIA aponta todos os usos dos conectivos no texto. Assim, você pode observar a frequência e se existe uma diversidade de elementos linguísticos.

correcao cria
Coesão e coerência na redação do ENEM — Fonte: CRIA

Mas, afinal, para quem é o CRIA:

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »