CRIA logo

Como a nota do ENEM é calculada? Fique por dentro!

Compartilhe

A nota do ENEM é calculada por meio da metodologia Teoria de Resposta ao Item (TRI). Desse modo, esse método considera não apenas o número de questões corretas, mas também o nível de dificuldade de cada item e o padrão de respostas dos candidatos. Então, confira como a nota do ENEM é calculada.

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) avalia alunos de ensino médio e candidatos a vagas de curso de ensino superior. De acordo com o INEP, esse ano, a aplicação da prova será no dia 5 e no 12 de novembro de 2023.

E por que é preciso entender como a nota do ENEM é calculada? Bom, o exame não possui um sistema simples, que apenas registra erros e acerto. Assim como exames de SAT e TOEFL, a prova utiliza uma metologia chamada TRI, sigla para Teoria de Resposta ao Item.

Desse modo, a correção leva em consideração não apenas o número de questões corretas, mas também o nível de dificuldade de cada item e o padrão de respostas dos candidatos.

Então, confira agora esse artigo completo que o CRIA preparou para você entender de uma vez por todas como a nota do ENEM é calculada. Boa leitura.

como a nota do enem é calculada
Saiba tudo sobre como a nota do ENEM é calculada – Fonte: Pexels

Como é a prova do ENEM?

A prova do ENEM é composta por 180 questões objetivas, divididas entre as áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; e Matemática e suas Tecnologias.

Além disso, a prova possui uma redação argumentativa-dissertativa com várias especificidades, às quais todo candidato deve estar atento. Então, apenas seguir uma estrutura não é suficiente.

Em suma, 5 competências do ENEM são a base para a correção da redação. São elas:

  1. Domínio da modalidade escrita formal;
  2. Compreensão e interpretação de textos;
  3. Construção de argumentação;
  4. Conhecimentos e utilização dos recursos linguísticos;
  5. Elaboração de proposta de intervenção.

Você também pode gostar de:

Como a nota do ENEM é calculada?

Todos os anos, muitos estudantes se perguntam como a nota do ENEM é calculada. Principalmente se você já fez a prova do ENEM e sempre confere o gabarito, é provável que não conseguirá “advinhar” a nota.

Afinal, o sistema TRI utilizado pelo Exame possui uma metodologia diferente de fazer a contagem da nota total.

Prova objetiva

O ENEM utiliza o TRI – Teoria de Resposta ao Item. Então, cada uma das questões do exame possui um valor associado, que varia conforme o nível de dificuldade. E por que isso? Bom, esse método visa evitar o chute e a conquista de notas altas apenas pela adivinhação.

Desse modo, se um participante acertar uma questão considerada difícil, mas errar uma questão fácil do mesmo domínio de conhecimento, isso pode indicar um “chute” na resposta, o que pode afetar a pontuação final.

Redação

Já a redação é corrigida seguindo 5 competências, sendo cada uma delas avaliada entre 0 e 200. Então, garantir uma boa nota em cada uma delas é essencial. Desse modo, atente-se para a gramática e ortografia do seu texto.

Além disso, a estrutura da redação é fundamental para uma boa organização do texto. E não se esqueça de demonstrar um bom repertório sociocultural. Este é um ponto fundamental, já que argumentar por meio da articulação entre o tema abordado e bons exemplos pode impressionar a banca corretora da prova.

E o mais importante: jamais desrespeite os Direitos Humanos. Em anos anteriores, esse critério era até mesmo um motivo de zerar a redação do ENEM. Então, mesmo que não zere a sua redação, é possível perder até 200 pontos nessa competência.

O que é a Teoria de Resposta ao Item (TRI)?

O TRI é um sistema anti-chute que identifica alguns aspectos das competências que exigidas pelo ENEM. São elas:

  • Capacidade de discriminação, distinguindo os candidatos com a proficiência requisitada daqueles que não a tem (se o participante é bom em Matemática e/ou Ciências Humanas, etc);
  • Grau de dificuldade de cada questão: fácil, médio ou difícil;
  • Controle de acerto casual (chute).

Então, a partir dessas informações, o TRI gera um gráfico através do qual é possível classificar, qual o nível de dificuldade de cada questão. E, além disso, é possível também ver as áreas consideradas mais fáceis.

Nesse contexto, existe uma lógica pela qual um estudante que acertou apenas as questões mais fáceis obtém uma pontuação mais alta do que aqueles que acertaram apenas as questões mais difíceis.

Isso ocorre devido ao (TRI), que considera que o candidato que acerta apenas as questões mais difíceis tem uma maior probabilidade de ter adivinhado a resposta, em vez de ter resolvido a questão com base em seu próprio conhecimento.

Então, é por esse motivo que um candidato que tenha acertado 270 questões receba uma pontuação inferior comparada a um participante que acertou 265. Isso se deve ao fato que o segundo pode ter apresentado um padrão de resposta mais coerente segundo a TRI.

E quantos pontos vale as questões objetivas?

Apenas a redação do ENEM vale de 0 a 1000. A prova objetiva, por sua vez, não possui uma pontuação pré-determinada e cada edição pode ser modificada, já que depende diretamente do cálculo realizado pelo sistema da Teoria de Resposta ao Item (TRI) após a análise de todos os cartões de resposta.

Mas como se calcula o peso das questões do Enem?

O ENEM possui um extenso banco de milhões de perguntas que já testadas e analisadas. Nesse sentido, após os testes, classifica-se cada questão com base em seu nível de dificuldade.

Então, na prática, consideram-se as perguntas com menos acertos durante esses testes como as mais difíceis. Por isso, elas possuem um peso maior na prova – ou seja, valem mais pontos.

Então não vale a pena chutar?

Bom, deixar a resposta em branco de uma questão é mais prejudicial ainda. Desse modo, acerto aleatório resulta em uma pontuação mais baixa em comparação ao acerto coerente. Porém, ao deixar uma questão em branco, não há oportunidade de acertá-la casualmente.

Então, tente ao máximo responder todas as questões da prova com as competências que você possui. Mas, caso não consiga, assinale a alternativa que julgar mais coerente.

CRIA: corretor de redação por inteligência artificial pode mudar o seu jeito de estudar

Então, entender como a nota do ENEM é calculada pode ter a vantagem que você precisa. Deixe de lado a estratégia do chute e esteja muito bem preparado com o CRIA.

O CRIA é o resultado de anos de pesquisa e desenvolvimento, para entregarmos o algoritmo ideal que analisa em até 2 minutos e grande precisão a redação do aluno, baseando-se nas competências do ENEM.

Composto por um banco de dados com centenas de milhares de redações. Desde redações com nota zero até aquelas com nota mil, são a como base para nossa IA entregar ao aluno uma descrição detalhada de onde errou, como pode arrumar e o porquê tal erro gera desconto de pontos no ENEM. 

Gostou? Comece agora.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »