CRIA logo

Como funciona o SiSU: tudo o que você precisa saber!

Compartilhe

O prazo de inscrições para o ENEM 2023 já acabou e, se você se inscreveu, fique atento a todas as datas. Além disso, é importante conhecer todas as possibilidades para utilizar a sua nota e ingressar em um curso de ensino superior. Para isso, é fundamental entender como funciona SiSU.

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é um processo seletivo que ocorre 2 vezes ao ano, sendo assim, uma vez por semestre. Desse modo, esse sistema tem como objetivo selecionar estudantes para ingresso em universidades e instituições públicas de ensino superior.

Assim, somente realizar a prova do Exame Nacional do Ensino Médio não é o suficiente para os candidatos que desejam uma vaga em uma universidade. Para isso, é preciso se inscrever em processos seletivos governamentais como o SiSU e o ProUni e também diretamente nos sites das universidades.

Se você não conhece esse processo, confira agora como funciona o SiSU e como pleitear a vaga dos seus sonhos. Confira o conteúdo do CRIA e boa leitura.

como funciona o sisu
Como funciona o SiSU? Confira todas as informações – Fonte: Pexels

O que é o SiSU?

O SiSU (Sistema de Seleção Unificada) é uma plataforma do Ministério da Educação (MEC), que utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como critério de seleção para ingresso em instituições públicas de ensino superior do país.

Desse modo, realiza-se um processo seletivo online e centralizado, no qual os estudantes podem se inscrever em cursos de graduação oferecidos pelas universidades participantes. E como funciona de fato?

Com base nas notas do ENEM e nas opções de cursos escolhidos pelos candidatos, o SiSU realiza a seleção e divulga a lista de aprovados. Assim, os selecionados têm a oportunidade de ocupar as vagas disponíveis nas instituições públicas de ensino superior, de acordo com a ordem de classificação e a modalidade de concorrência escolhida.

Você também pode se interessar por:

Como funciona o SiSU?

No Brasil, um sistema informatizado chamado SiSU (Sistema de Seleção Unificada) é usado para selecionar alunos para cursos de ensino superior públicos. O Ministério da Educação (MEC) é responsável por sua criação e supervisão.

Os seguintes são os principais pontos sobre an operação do SiSU:

Inscrição:

O SiSU acontece duas vezes por ano, normalmente no início do primeiro e do segundo semestre. Os candidatos podem se inscrever gratuitamente no sistema usando o número de inscrição e a senha do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) durante o período de inscrição.

Nota do Enem:

A participação no SiSU é baseada nas notas do Enem mais recente dos candidatos. Os candidatos devem ter concluído o exame e não ter zerado a nota da redação. Durante todo o período de inscrição, as notas de corte, que são as menores notas necessárias para concorrer a vagas em cada curso, são atualizadas diariamente.

Escolha uma série de cursos:

Os candidatos podem escolher até duas opções de cursos durante o período de inscrição, de acordo com sua preferência. Antes do encerramento da inscrição, você tem a liberdade de alterar essas configurações quantas vezes quiser.

Classificação e chamadas:

Ao longo do período de inscrição, o SiSU atualiza regularmente a classificação dos candidatos com base em suas notas e escolhas de cursos. Ao final do período de inscrição, o sistema seleciona automaticamente, com base na nota de corte, os candidatos mais bem classificados em cada curso.

Matrícula:

Os candidatos selecionados são convocados para se matricular na instituição onde foram aprovados. Eles devem seguir as instruções e prazos divulgados pela instituição para garantir que sua vaga seja confirmada. O SiSU permite que os candidatos participem de uma lista de espera para concorrer a vagas remanescentes caso haja vagas não preenchidas após as chamadas regulares.

É importante destacar que as regras e prazos do SiSU podem mudar em cada edição. Por causa disso, é essencial obter as informações mais recentes no site oficial do SiSU e nas páginas das instituições relevantes para acompanhar o processo seletivo de forma adequada.

Confira o cronograma do SiSU de 2023

Veja o cronograma do SiSU do 2º semestre de 2023:

  • Inscrições: 19 a 22 de junho
  • Resultado: 27 de junho
  • Matrículas: 29 de junho a 4 de julho
  • Manifestação de interesse na lista de espera: 27 de junho a 4 de julho

Como se inscrever no SiSU?

O Sistema de Seleção Unificada (SiSU) é uma ferramenta indispensável para milhares de estudantes que desejam ingressar no ensino superior no Brasil. Assim, com sua proposta de democratização do acesso às universidades públicas, o SiSU proporciona oportunidades únicas aos candidatos.

Verifique agora o passo a passo para se inscrever no SiSU:

1. Acesse o portal

Para fazer a inscrição no SiSU, o estudante deve acessar a página do sistema no portal único de acesso ao Ensino Superior. Nesse momento, será necessário utilizar o login e senha fornecidos durante a inscrição no Enem 2022.

sistema de selecao unificada
Portal de acesso ao SiSU – Fonte: SiSU

2. Faça o cadastro no sistema do SiSU

Após acessar o portal, uma página será exibida para a confirmação dos dados. É importante verificar com cuidado as informações e, caso identifique algum dado incorreto, faça a devida correção antes de confirmá-los.

Além disso, é fundamental certificar-se de que o e-mail informado é válido e está correto.

sistema de selecao unificada
Confirmaçãom de dados do SiSU – Fonte: SiSU

3. Pesquise o seu curso

Logo em seguida, pesquise o curso desejado e selecione a cidade e a instituição de ensino na qual você quer ingressar. Então, por meio do sistema, você também terá a possibilidade de conferir a quantidade de vagas disponíveis para ampla concorrência e para o sistema de cotas.

inscricao sisu
Inscrição da nota ENEM no SiSU – Fonte: SiSU

4. Selecione a modalidade de concorrência

Após realizar a pesquisa do curso desejado, é necessário selecionar a modalidade de concorrência. Assim, é importante observar que a maioria das instituições de ensino adota o sistema de cotas. Portanto, verifique em qual modalidade você se encaixa e clique na opção “Escolher esta modalidade”.

inscricao sisu
Inscrição SiSU – Fonte: SiSU

5. Verifique os documentos necessários para matrícula

É fundamental verificar os documentos necessários para a matrícula. Cada modalidade de concorrência possui uma lista específica de documentos exigidos.

Então, certifique-se de providenciar todos os necessários dentro do prazo estipulado. Nesse sentido, é importante estar atento a essa etapa e garantir que todos os documentos estejam prontos até o dia da matrícula.

como funciona o sisu
Documentos para inscrição no SiSU – Fonte: SiSU

6. Faça o mesmo procedimento para a segunda opção de curso

Aqui, escolha a segunda opção de curso, assim como fez na etapa anterior. Durante esse processo, o candidato deve se atentar e verificar com frequência o status do site. Afinal, a nota de corte para os cursos não são pré-estabelecidas. Então caso outro candidato com uma nota superior a de corte escolha o curso, é possível que você fique sem a vaga.

Assim, esse processo precisa de cuidado e atenção. Mas não se esqueça de manter a calma e acompanhar conforme os dias vão correndo. Assim, quando chegar a data final, verifique se ainda estará dentro das vagas disponíveis.

Mesmo que você não esteja, é possível aguardar segunda, terceira, quarta chamada. Entretanto, isso não garante que você será selecionado para o curso. Faça a escolha que melhor se adequar na situação. Além disso, existe duas opções de curso.

inscricao sisu
Opções de curso no SiSU – Fonte: SiSU

Ainda está com dúvidas sobre como funciona o SiSU?

Se você ainda está com dúvidas a respeito do funcionamento do SiSU, o CRIA preparou esse infográfico com as informações resumidas. Confira agora:

como funciona o sisu
Como funciona o SiSU? – Fonte: CRIA

Como o CRIA pode te ajudar a garantir a sua tão sonhada vaga?

Depois que você compreendeu como funciona o SiSU, ficou bem mais fácil para alcançar a sua tão sonhada vaga em uma instituição de ensino superior. Assim, se você precisa de uma ajudinha, venha com o CRIA.

CRIA é um corretor de redação por inteligência artificial que garante uma correção com grande precisão, com base nas 5 competências do ENEM. Além de entregar essa precisão, tudo isso é feito em até 2 minutos.

Além disso, o CRIA dispõe um banco de dados com centenas de milhares de redações. Então, desde zeradas até as com nota mil são utilizadas como base para que a IA entregue ao aluno uma descrição detalhada de onde errou, como pode arrumar e o porquê tal erro gera desconto de pontos no ENEM. 

Outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA é esse gráfico com histórico de pontuação. Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira bem clara as competências que precisam de mais atenção.

Gráfico de correção de redação interativo. – Fonte: CRIA

Então, para quem é o CRIA:

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »