CRIA logo

Como estudar para o ENEM do zero? 5 dicas!

Compartilhe

Estudar para o ENEM do zero é um grande desafio aos estudantes. Sabendo desta dificuldade, preparamos as melhores dicas para você conquistar o melhor resultado.

Como estudar para o ENEM do zero? Essa é uma dúvida comum se você prestará o Exame Nacional do Ensino Médio pela primeira vez. Mas não se desespere — com algumas dicas é possível alcançar um bom resultado até mesmo em sua primeira participação no exame.

O ENEM é, sem dúvidas, o maior exame do Brasil, ultrapassando os números de outros vestibulares e concursos públicos nacionais. Por meio do exame, milhares de estudantes conseguem ingressar em cursos de instituição superior no país todo.

Assim, se preparar para o exame do zero pode ser um momento bem desafiador. Entretanto, com algumas dicas é possível enfrentar essa desafio e atingir um resultado satisfatório.

Um dos passos mais importantes é se organizar com antecedência, já que o tempo é uma questão essencial em um cronograma de estudos para uma prova tão longa.

Quer saber mais dicas de como estudar para o ENEM do zero? Confira agora esse guia completo elaborado pelo CRIA para te ajudar nesse processo. Continue conosco e boa leitura.

como estudar para o enem do zero
Como estudar para o ENEM do zero? Confira as melhores práticas de preparação para o exame – Foto: CRIA.

O que é o ENEM?

Em 1998, o Governo Federal do Brasil criou o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como um instrumento para avaliar o desempenho dos estudantes ao término da educação básica.

Durante mais de 10 anos, este exame foi usado única e exclusivamente para avaliar as habilidades e competências de concluintes do Ensino Médio, sem o objetivo de selecionar para o ensino superior.

Contudo, a partir de 2009, medidas governamentais estimularam o uso do ENEM não apenas como um processo de avaliação do Ensino Médio, mas como forma de acesso ao ensino superior. Assim, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) passou a operar em larga escala no processo de alocação dos candidatos às vagas.

Você também pode se interessar por:

Como funciona o ENEM?

O Exame Nacional do Ensino Médio é uma prova composta por uma gama de questões objetivas sobre as diferentes áreas do conhecimento, como Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática e Linguagens e Códigos.

Assim, cada disciplina propõe 30 habilidades a serem avaliadas, em um total geral de 120 habilidades. Cada macroárea é avaliada em 45 itens, ou seja, das 30 habilidades, 15 são avaliadas uma vez e 15 duas vezes, na prova.

No total, são 180 questões de prova, em dois dias de avaliação. Além disso, é exigido uma redação com estrutura definida, sendo do gênero textual dissertativo-argumentativo.

Como estudar para o ENEM do zero?

Estudar para uma prova como o ENEM é um desafio e tanto. Pode bater aquele desespero, não é? Entretanto, segure a ansiedade e planeje um cronograma de estudos alinhado com os seus objetivos.

Esse processo permite a organização da rotina de maneira mais fácil, além de possibilitar um alívio na ansiedade durante o ano de estudos. Então, confira abaixo 5 dicas de como estudar para o ENEM do zero:

1. Se organize:

Se organizar é o primeiro passo para qualquer estudante. Além disso, vale avaliar suas habilidades e definir suas áreas de maior e menor domínio. Isso ajudará a direcionar seus esforços de estudo para as disciplinas que precisam de mais atenção.

Tenha em mente todos os detalhes sobre o exame, incluindo datas, conteúdos, critérios de avaliação e outras informações relevantes. Afinal, de nada adianta passar horas e horas de estudos e perder a data da prova, certo?

2. Entenda o edital do exame:

O edital define os critérios de avaliação da prova, incluindo as competências exigidas na redação. Desse modo, compreender esses critérios é essencial para produzir uma redação que atenda às expectativas dos avaliadores.

Além disso, o edital fornece informações detalhadas sobre a estrutura e o formato do exame, incluindo o número de questões por área de conhecimento, a duração de cada prova, as competências avaliadas na redação, entre outros aspectos.

3. Elabore um cronograma de estudos:

Um cronograma de estudos ajuda a organizar suas atividades diárias e semanais, proporcionando uma visão clara do tempo disponível para dedicar aos estudos.

Além disso, esse calendário permite uma gestão eficaz do tempo, ajudando a distribuir as horas disponíveis entre diferentes disciplinas, temas ou tipos de atividades.

4. Faça simulados:

Para fazer simulados, baixe provas anteriores do ENEM. Elas são uma fonte valiosa para entender o estilo das questões e os temas recorrentes.

Além disso, simule as condições reais do exame. Então, reserve o mesmo tempo por seção, evite interrupções e escolha um ambiente silencioso.

5. Treine a redação:

A redação avalia habilidades específicas, como a capacidade de argumentação, coesão textual, coerência, domínio da norma culta da língua e a capacidade de propor soluções para problemas sociais. Assim, para não ser pego de surpresa no dia da prova, treine com frequência para dominá-las.

FAQ: Dúvidas frequentes sobre como estudar para o ENEM

Preparar-se para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma jornada desafiadora que muitos estudantes enfrentam em sua trajetória educacional. Assim, o CRIA responde às dúvidas mais frequentes.

Quantos meses são necessários para estudar para o ENEM?

O tempo necessário para se preparar para o ENEM pode variar de estudante para estudante, a depender do nível de conhecimento prévio, das habilidades individuais, da disponibilidade de tempo e da dedicação ao estudo.

Desse modo, se o estudante já tem uma boa base de conhecimento nos temas abordados no ENEM, pode precisar de menos tempo de preparação.

Além disso, aqueles que têm mais tempo disponível diária ou semanalmente podem optar por um cronograma de estudo menos intensivo, enquanto os com menos tempo podem precisar de uma abordagem mais concentrada.

Outro ponto importante, são os objetivos do estudante, como a pontuação almejada e o curso desejado, influenciam o tempo necessário para a preparação.

O que acontece se o estudante tirar zero na redação do ENEM?

Zerar na redação do ENEM pode te prejudicar — e muito. Afinal, programas governamentais, como o Programa Universidade para Todos (ProUni), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), exigem que os alunos obtenham uma pontuação maior do que zero na redação do ENEM.

Como se preparar para o ENEM sozinho?

É possível preparar-se para o ENEM de forma autodidata, embora seja difícil mesmo com uma abordagem disciplinada e organizada. Entretanto, existem alguns passos que podem facilitar esse processo:

  1. Familiarize-se com o edital do ENEM para entender os critérios de avaliação e a estrutura do exame;
  2. Elabore um cronograma realista, considerando suas obrigações diárias;
  3. Estabeleça metas diárias ou semanais alcançáveis;
  4. Utilize materiais de estudo confiáveis, como livros didáticos, videoaulas, sites educacionais e simulados;
  5. Faça simulados regulares e revise provas anteriores do ENEM;
  6. Pratique a redação regularmente.

Como se preparar para o ENEM em casa?

Estudar para o ENEM em casa requer organização, disciplina e estratégias eficazes. Manter a motivação estudando em casa pode ser mais difícil ainda. Desse modo, é essencial elaborar um cronograma realista, considerando suas obrigações diárias.

Vale ressaltar que ter um espaço destinado somente para os estudos pode ser muito benéfico para manter o foco. Assim, se possível organize um espacinho na sua casa destinado a isso.

Além disso, explorar espaços online como plataformas de estudo, tanto pagas ou gratuitas, pode também ser uma grande aliada na organização dos estudos.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você conferiu como estudar para o ENEM do zero, é hora de praticar. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Então, através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

correcao do cria
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Foto: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

como estudar para o enem do zero
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »