CRIA logo

Como escrever a introdução do ENEM: veja exemplos!

Compartilhe

Está com dificuldades em começar sua redação? Veja como escrever a introdução do ENEM e alguns exemplos.

Como escrever a introdução do ENEM é uma dúvida frequente dos candidatos. Desse modo, compreender a estrutura de cada parte da redação é a garantia de bater a nota máxima na redação.

Seja em faculdades particulares ou universidades federais, milhares de brasileiros pleiteiam uma sonhada vaga em um curso superior. Portanto, como escrever a introdução do ENEM é fundamental.

A redação do ENEM é um dos momentos mais esperados pelos estudantes de todo Brasil que vão fazer a prova. Importante ressaltar, que os temas da proposta de redação são sempre atuais e relevantes no contexto social.

Além de repertório, é preciso ter o domínio da estrutura do texto dissertativo-argumentativo. Nesse sentido, saber como redigir a introdução, os desenvolvimentos e a conclusão faz parte desse processo.

Mas afinal, como escrever a introdução do ENEM? O CRIA preparou esse artigo para que você aprenda o passo a passo para atingir a nota máxima na introdução. Continue conosco e boa leitura!

Como escrever a introdução do ENEM
Saiba tudo sobre como escrever a introdução do ENEM – Fonte: Canva

Como é a redação do ENEM?

A redação do ENEM é uma das etapas mais importantes, pois a nota final é decisiva para pontuar bem. Valendo 1000 pontos, caso o aluno zere a redação, é automaticamente desclassificado, independente do valor da nota das demais provas.

Antes de tudo, vale lembrar que a redação do ENEM é um texto dissertativo-argumentativo. Portanto, o aluno apresenta a sua opinião sobre determinado tema e a defende com argumentos bem fundamentados. Desse modo, com base em pesquisas, fatos e argumentos de estudiosos é feita a argumentação.

Você deve estar se perguntando: “Como saberei o tema da minha redação?” Bom, essa informação não é divulgada antes da prova, portanto, o candidato deve acompanhar jornais e notícias atuais.

Além disso, demonstrar domínio sobre repertórios diversos fará com que você atinja uma nota maior. Então, além de acompanhar notícia, ter conhecimento sobre leis, teorias de filosóficas, assistir filmes e séries aumenta o repertório para fundamentar a tese.

Outro aspecto importante que deve ser levado em consideração na hora de escrever a introdução do ENEM, é a apresentação do tema. Melhor dizendo, o corretor da sua redação precisa compreender seu texto, independente se tenha lido os textos motivadores.

Você também pode se interessar por:

Como escrever a introdução do ENEM?

A maior dificuldade que os alunos enfrentam na hora de redigir a redação é: “Como começar a redação?” Embora a ortografia, seja superimportante na hora de escrever a redação, o essencial é ter uma estratégia bem definida.

Desse modo, há dois fatores exigidos para causar uma boa impressão ao corretor da redação. Nesse momento, apresente o tema e declare a tese que será desenvolvida e argumentada nos desenvolvimentos.

Falando em estrutura interna da introdução, é importante que tenha três períodos ou três linhas que abordem:

  1. Contextualização.
  2. Defesa da tese.
  3. Retomada a temática.

Contextualização ou estratégia de abertura

Para iniciar a primeira frase do texto, ou seja, a contextualização, existem alguns recursos que facilitam o processo. Então, confira agora a lista dos mais utilizados:

  • Dados estatísticos: apresente esses dados para contextualizar o tema. Cite o tema da redação de maneira idêntica.
  • Comparação: utilizar da comparação precisa ter muita cautela. Para comparar, é preciso que as duas questões tenham pontos em comum.
  • Citação: citar pensadores como filósofos, sociólogos demonstra muito domínio de repertório robusto. Isso quer dizer, argumento de autoridade demonstra conhecimento sobre determinado tema.
  • Contextualização: demonstrar que você tem repertório atualizado. Entender a realidade hoje e como de constroi.
  • Alusão histórica: dar um panorama geral e chegar na atualidade sobre determinado tema pode ser uma grande aliada para uma boa introdução.
  • Jurismo: é quando o candidato apresenta o tema por meio da citação de uma lei.

Defesa da tese

Defender a tese significa defender a sua opinião, porém ele deve ter base em argumentos. Agora é a hora de deixar o senso comum de lado e apresentar posicionamento crítico. Aqui, ela é apresentada e nos parágrafos de desenvolvimento são complementadas com argumentos e exemplos.

Retomada da temática

A retomada do tema da redação é fundamental para não zerar. Um dos aspectos a serem observados pelo corretor do ENEM é se o candidato, de fato, tratou sobre o tema. Fuga ao tema e não apresentar a estrutura de texto dissertativo-argumentativo é o que mais zera.

Então, pensando na estrutura completa da redação, retomar o tema durante o texto é uma estratégia para pontuar nessa competência.

Como escrever a introdução do ENEM: tipos de tese

A tese é a sua opinião sobre a temática aborda. Entretanto, a opinião jamais se baseará em achismos e senso comum. É preciso defendê-la com argumentos, por exemplo:

  • Analítica: cita e referencia os argumentos que estarão dentro da redação.
  • Sintética: é declarativa, isto é, declara a sua opinião baseada em fatos.

Dicas gerais de como escrever a introdução do ENEM

  1. Seja sucinto na introdução: escreva entre 6 e 7 linhas. Por que isso é importante? Bom, com uma delimitação de 30 linhas, organizar o espaço para cada um dos parágrafos é crucial. Isto é, mantenha uma linha raciocínio equilibrada.
  2. Seja claro: lembre-se que escrever a redação do ENEM é um momento que você precisa informar com coerência o leitor do texto.
  3. Fuja do coloquialismo: é comum ter dificuldade de encontrar palavras adequadas para expressar as ideias, mas o ENEM cobra a Língua Culta. A linguagem coloquial é aquela que utilizamos em situações informais. É só pensar: “Quando vou a praia visto roupa social ou roupa de banho?

Confira exemplos de introdução do ENEM que tiraram nota mil

No contexto educacional brasileiro, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) desempenha um papel crucial não apenas como uma ferramenta de avaliação, mas também como um indicador significativo do domínio de competências essenciais pelos estudantes.

Entre essas competências, a habilidade de redigir uma introdução impactante é fundamental, pois estabelece o tom e a direção do texto.

Dessa forma, analisar exemplos de introduções que alcançaram a pontuação máxima no ENEM oferece insights valiosos sobre as expectativas avaliativas.

Então, confira:

Exemplo 1: ENEM 2020

Em 2020, o ENEM impresso (1ª aplicação) teve como tema: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira. Aqui, a estratégia de abertura escolhida pela aluna é a contextualização, trazendo repertório midiático para falar sobre o tema e apresentar sua tese.

Redação nota mil de Julia Vieira, MA – Fonte: reprodução

“No filme estadunidense “Coringa”, o personagem principal, Arthur Fleck, sofre de um transtorno mental que o faz ter episódios de riso exagerado e descontrolado em público, motivo pelo qual é frequentemente atacado nas ruas. Em consonância com a realidade de Arthur, está a de muitos cidadãos, já que o estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira ainda configura um desafio a ser sanado. Isso ocorre, seja pela negligência governamental nesse âmbito, seja pela discriminação desta classe por parcela da população verde-amarela. Dessa maneira, é imperioso que essa chaga social seja resolvida, a fim de que o longa norte-americano não mais reflita o contexto atual da nação.

Exemplo 2: ENEM 2021

Em 2021, o Enem impresso (1ª aplicação) teve como tema: Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. Nessa redação, a aluna optou por trazer uma alusão histórica, isto é, como olhar para o passado e observar como a cidadania era vista da civilização grega.

Redação nota mil da candidata Luiza Mendes, GO – Fonte: reprodução

Uma das referências quando o assunto é democracia é a antiga cidade grega Atenas, onde surgiu essa forma de governo com a participação popular na política e a valorização da cidadania, a qual, contudo era bastante restrita, visto que excluía mulheres, estrangeiros e escravos. Nesse sentido, é possível observar que o Brasil atual vive uma situação análoga à ateniense, dado que, mesmo sendo uma democracia – neste caso, indireta -, quase 3 milhões de brasileiros, segundo projeção do IBGE, não possuem registro civil, não sendo, por isso, reconhecidos como cidadãos. Assim, torna-se imprescindível discutir essa situação, pois ela repete erros antigos ao privar grupos sociais da participação democrática e se perpetua por conta da morosidade do Estado que afeta direitos constitucionais. 

Desafio a ser superado: introdução do ENEM

Agora que você conferiu como escrever a introdução do ENEM, é hora de praticar. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Então, através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

redacoes nota mil do enem 2022
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares – Foto: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes