CRIA logo

Os 10 últimos temas da redação UEM: confira!

Compartilhe

Saber quais foram os últimos temas de redações da UEM permite que você se prepare cada vez mais para o vestibular e treine sua escrita.

Os 10 últimos temas da redação UEM variam conforme as mudanças sociais e eventos importantes. Assim, saber quais foram as propostas mais recentes do vestibular é essencial para qualquer vestibulando que deseja ingressar na instituição.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) é uma instituição pública de ensino superior localizada na cidade de Maringá, no estado do Paraná, Brasil. Fundada em 1970, a UEM é conhecida por oferecer uma ampla gama de cursos de graduação, pós-graduação e extensão, abrangendo, assim, diversas áreas do conhecimento.

Para tanto, a universidade possui três modalidades diferentes de Vestibular: Vestibular Regular, Vestibular na modalidade de Ensino à Distância (EAD), implantado em 2005, e o Processo de Avaliação Seriada (PAS), implantado em 2009. Assim, nesta última modalidade, os alunos realizam uma prova a cada ano do Ensino Médio para somatória de pontos ao final.

Assim, a instituição, que até 2007 trabalhava com tipologias textuais em suas provas de Redação, textos dissertativos-argumentativos e narrativo, solicita, desde 2008, a produção de diferentes gêneros textuais.

O primeiro Vestibular com novo formato, o Vestibular de Inverno 2008, apresentava no Manual do Candidato a solicitação de dois a quatro gêneros textuais diferentes. Entretanto, a prova foi enxuta com o passar dos anos, e hoje conta com apenas um gênero textual.

Devido a essas características, vale observar como funciona de fato a redação dessa instituição e os 10 últimos temas da redação UEM. Assim, confira esse conteúdo completo elaborado pelo CRIA. Então, continue conosco e boa leitura.

os 10 ultimos temas da redação uem
Confira os 10 últimos temas da redação UEM e se prepare da melhor maneira possível. – Foto: Pexels

Como é a redação da UEM?

Desde o primeiro Concurso, a prova de redação da UEM vale até 120 pontos. Contudo, para que o candidato se classifique no processo seletivo do Vestibular, ele precisa alcançar, no mínimo, 20% desse valor.

Desse modo, a nota do vestibulando é a soma das notas que obteve em cada gênero textual, que deve ser produzido obrigatoriamente na folha de redação para ser avaliada.

Então, a solicitação dos gêneros textuais ocorre por meio de comandos de produção textual, elaborados por professores da organização para orientar o candidato em sua produção escrita.

Assim, a avaliação da redação é realizada por uma banca formada por profissionais da área de Língua Portuguesa/Linguística, sempre tendo em vista, conforme os manuais do candidato, aspectos como:

  • Capacidade de produção dos gêneros solicitados;
  • Respeito ao padrão culto da língua escrita;
  • Organização na apresentação das ideias expostas;
  • Compreensão e interpretação das informações dos textos de apoio e das propostas de produção escrita.

Além desses aspectos gerais, avaliam-se critérios estabelecidos pelos especialistas que formulam a prova, que consideram não apenas o conteúdo, mas também a forma.

Você também pode se interessar por:

Quais gêneros textuais podem ser cobrados?

A proposta de redação da UEM pode solicitar a produção de diversos gêneros textuais. Conforme o manual do candidato mais atual, os possíveis gêneros são:

  • Artigo de opinião;
  • Carta aberta;
  • Carta de solicitação;
  • Carta ao leitor;
  • Relato;
  • Resposta argumentativa.

Os 10 últimos temas da redação UEM

Conhecer quais foram os 10 últimos temas da redação UEM ajuda o candidato a ter uma perspectiva geral antes da prova. Assim, você pode se preparar da melhor maneira possível, e entender quais foram os assuntos e gêneros textuais solicitados.

Vale ressaltar que após 2020, a instituição modificou a prova de redação, assim, exigindo apenas uma redação. Anteriormente, os candidatos deveriam redigir de dois a quatro gêneros textuais.

Então, confira abaixo os 10 últimos temas da redação UEM:

2023:

  • Gênero textual: resposta argumentativa;
  • Tema: Qual é a relação entre uso excessivo das redes sociais e saúde mental?

2022:

  • Gênero textual: artigo de opinião;
  • Tema: cobrança de mensalidades no ensino superior público;

2021:

  • Gênero textual: artigo de opinião;
  • Tema: A consciência ou a falta de consciência política do povo brasileiro para votar nas próximas eleições.

2020:

  • Gênero textual: resposta argumentativa;
  • Tema: lugar de privilégio do branco ou o não combate ao racismo no Brasil.

2019:

  • Gênero textual: carta aberta;
  • Tema: a favor ou contra a Lei que proíbe o uso de canudos de plásticos em lanchonetes.

2018:

  • Gênero textual 1: carta pessoal
  • Tema: falar sobre o seu desentendimento em função da divergência de opinião sobre política;
  • Gênero textual 2: artigo de opinião
  • Tema: sobre amigos que seguiram caminhos distintos na vida e que assumiram gestos políticos opostos. Portanto, o desafio da amizade quando há diferentes posicionamentos ideológicos e políticos e o que isso traz as foi o assunto abordado;

2017:

Vestibular de inverno:

  • Gênero textual 1: carta do leitor;
  • Tema: os idosos órfãos de filhos vivos;
  • Gênero textual 2: resposta argumentativa;
  • Tema: os idosos órfãos de filhos vivos.

Vestibular de verão:

  • Gênero textual 1: carta do leitor;
  • Tema: dependência da tecnologia;
  • Gênero textual 2: texto instrucional;
  • Tema: dependência da tecnologia.

2016:

Vestibular de inverno:

  • Gênero textual: carta ao leitor;
  • Tema: solidariedade e a importância das pessoas se colocarem no lugar do outro;
  • Gênero textual: artigo de opinião;
  • Tema: solidariedade e a importância das pessoas se colocarem no lugar do outro.

Vestibular de verão:

  • Gênero textual: resposta argumentativa;
  • Tema: doação de órgãos;
  • Gênero textual: carta aberta;
  • Tema: doação de órgãos.

2015:

Vestibular de inverno:

  • Gênero textual: carta de solicitação;
  • Tema: reciclagem e descarte de lixo
  • Gênero textual: texto instrucional
  • Tema: reciclagem e descarte de lixo

Vestibular de verão:

  • Gênero textual: carta do leitor;
  • Tema: racionamento de água
  • Gênero textual: relato
  • Tema: racionamento de água

2014:

  • Gênero textual 1: resumo;
  • Tema: prática do rolezinho;
  • Gênero textual 2: artigo de opinião;
  • Tema: prática do rolezinho.

2013:

  • Gênero textual 1: resumo;
  • Tema: medos e fobias;
  • Gênero textual 2: relato;
  • Tema: medos e fobias.

Como é a prova da UEM?

O vestibular da UEM é aplicado uma vez ao ano, em uma única etapa. Ele conta com 50 questões objetivas de conhecimentos gerais e uma redação. Dessa forma, a distribuição dos conteúdos fica:

  • 10 questões objetivas de Conhecimentos Gerais: Arte, Biologia, Educação Física, Filosofia, Física, Geografia, História, Matemática, Química e Sociologia.
  • 10 questões de Língua Portuguesa;
  • 5 questões de Literaturas em Língua Portuguesa;
  • 5 questões de Língua Estrangeira;
  • 20 questões de Conhecimentos Específicos: 10 questões de cada matéria.

Além disso, para o conteúdo de Literatura na prova de Língua Portuguesa, são exigidas obras de leitura obrigatória, sendo elas:

Lista de obras obrigatórias UEM 2023:

  • Antologia poética – Carlos Drummond de Andrade
  • Contos novos – Mário de Andrade
  • Dois irmãos – Milton Hatoum
  • Eu e outras poesias – Augusto dos Anjos
  • Memórias póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis,
  • A legião estrangeira – Clarice Lispector
  • Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus
  • Eles não usam black-tie – Gianfrancesco Guarnieri (peça de teatro)
  • A palavra algo – Luci Collin
  • Melhores poemas – Álvares de Azevedo

Como funciona o vestibular EaD da UEM?

A UEM também oferece cursos de educação a distância. Porém, são distribuídas somente 1000 vagas entre os seguintes cursos:

  • Administração Pública;
  • Ciências Biológicas;
  • Física;
  • Letras Português/Inglês;
  • Pedagogia.

Sobre a UEM

A Universidade Estadual de Maringá – UEM, é uma universidade pública mantida pelo Estado do Paraná e subordinada à Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SETI. Então, o esforço e a qualificação de seu corpo docente tem sido reconhecido por diferentes rankings mundiais, criados para avaliar a qualidade das universidades a partir de diversos critérios acadêmico-científico.

Esses esforços produzem resultados satisfatórios, já que o World University Rankings, divulgado a cada ano para avaliar as instituições de ensino superior, a partir de dados sobre os seus desempenhos internacionais, indicou a UEM em seu ranking.

Assim, a classificação mais recente da Universidade Estadual de Maringá (UEM) atingiu a posição 1.308ª no ranking geral, e é apontada em 35ª no ranking brasileiro. Comparativamente, entre as universidades estaduais, a UEM é a primeira colocada.   

Aprimore sua escrita com o CRIA

Agora que você já sabe quais foram os 10 últimos temas da redação UEM, é hora de praticar. Com isso, o CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por meio de redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza previsões de notas por competência, análise de contexto na introdução, previsão de defesa de tese, previsão de fuga ao tema, previsão de intervenção, e por fim, uso de parônimas e homônimas, etc.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, seu acesso à plataforma será liberado. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, então, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

grafico de correcao de redacao interativo
Gráfico de correção de redação interativo — Foto: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga, isto é, otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes

como e a redacao da uft

Como é a redação da UFT 2024/2?

A redação da UFT segue o padrão comum de muitos vestibulares, solicitando aos candidatos que produzam um texto dissertativo-argumentativo. A avaliação é baseada em cinco competências específicas, conforme detalhado no edital da instituição.

Leia mais »