CRIA logo

Como escrever uma redação do gênero blog?

Compartilhe

O gênero textual blog apresenta ideias e sentimentos dos autores ou pretendem a atualização de usuários e leitores. Descubra como escrever.

Já chegou no vestibular e se deparou com um gênero textual completamente diferente dos tradicionais? Isso se deve à tendência de inclusão de novos tipos de textos no cotidiano, até mesmo por meio de provas vestibulares. Por isso, você, vestibulando, precisa aprender a como escrever uma redação do gênero blog.

A ampliação do acesso à rede mundial de computadores — internet — possibilitou o surgimento de novos gêneros textuais. Assim, devido a esse crescimento do mundo virtual, é preciso compreender as manifestações linguísticas emergentes em novos espaços de comunicação.

A principal versão do blog é de Jorn Barger, autor de um dos primeiros FAQ (Frequently Asked Questions), que teria sido o primeiro usuário. O espaço foi criado para descrever sites pessoais que estavam sendo atualizados regularmente com comentários e links.

Em um salto histórico, ao pesquisar a blogosfera, você pode encontrar uma variedade de locais onde as pessoas podem discutir vários assuntos, obter informações e trocar ideias. E não apenas em termos pessoais.

No vestibular, pode ser cobrado na prova de redação e até mesmo surgir como um texto de apoio para questões objetivas de diversos conteúdos. Assim, confira esse conteúdo completo do CRIA para aprender como escrever uma redação do gênero blog. Boa leitura.

Como escrever uma redação do gênero blog? Confira todas as informações. – Foto: Pexels

O que é o gênero textual blog?

Os blogs surgiram em agosto de 1999 com o software Blogger, desenvolvido pela empresa do norte-americano Evan Williams. Até então, o software não exigia habilidades computacionais especializadas, tornando-o uma opção popular para a publicação de textos online.

O blog vem da abreviação de weblog: web (tecido, teia, também usado para a designar o ambiente de Internet) e log (diário de bordo). Assim, é uma ferramenta do mundo virtual que permite que os usuários se conectem com outros internautas e coloquem material em rede, para acesso geral.

Vários blogs são pessoais, que exprimem ideias ou sentimentos do autor. Outros são produtos da colaboração de um grupo de indivíduos que trabalham juntos para manter os leitores e usuários do mesmo blog atualizados.

Alguns blogs se concentram na diversão, outros no trabalho (discussão de projetos e apresentação de soluções), outros na pesquisa e alguns até misturam tudo.

O blog pode ser considerado um gênero textual?

Se o gênero textual é um sistema estruturado em partes, com meios específicos para fins específicos, por quê, então, o Blog seria considerado um gênero?

Os posts de um blog possuem uma arquitetura interna, tornando-o, assim, uma atividade de formação social. Isso significa que é uma interação comunicativa que inclui:

  • Mundo físico — o computador do internauta, privado e permitindo que ele faça o que quiser;
  • Mundo social — normas, valores e regras interacionais;
  • Mundo subjetivo — a imagem que o agente cria de si ao agir para “criar” uma imagem positiva nos destinatários.

Então, podemos dizer que sim, o blog é um gênero textual emergente.

Qual a estrutura do gênero textual blog?

O blog é um espaço em que palavras, imagens, indicação de links e a organização de tudo isso tem grande suporte da linguagem para existir.

Assim, consequentemente, a linguagem passa a exercer papel fundamental, pois será o meio pelo qual os visitantes serão conquistados, podendo vir, a partir da relação que construírem, a formar novas redes sociais.

A estrutura do gênero textual blog pode variar, mas geralmente segue um formato que visa cativar os leitores e facilitar a compreensão do conteúdo. Assim, aqui está uma estrutura comum para um post de blog:

  1. Título;
  2. Introdução;
  3. Corpo do texto;
  4. Citações e dados;
  5. Conclusão.

Dicas de como escrever uma redação do gênero blog

Escrever um blog envolve uma combinação de habilidades de redação, conhecimento do público-alvo e uma compreensão clara do propósito do blog.

No vestibular, esses elementos serão indicados para o candidato ter uma perspectiva do que escrever.

Assim, aqui estão algumas dicas para escrever blogs de maneira eficaz:

1. Conheça seu público:

Entenda quem são seus leitores. Quais são seus interesses, desafios e perguntas? Adapte seu conteúdo para atender às necessidades e expectativas do seu público.

2. Escolha tópicos relevantes:

Aborde temas pertinentes ao seu nicho e que interessem à sua audiência. Mantenha-se atualizado(a) sobre as tendências do seu setor.

3. Título impactante:

Crie títulos cativantes que despertem a curiosidade e incentivem os leitores a clicar para ler mais.

4. Introdução envolvente:

Comece com uma introdução que capte a atenção do leitor. Apresente o assunto de maneira envolvente e destaque a relevância do conteúdo.

5. Estilo de escrita acessível:

Escreva de maneira clara, concisa e acessível. Evite jargões complexos, a menos que seu público esteja familiarizado com eles.

Aprimore sua escrita com o CRIA

Quer se preparar para a redação do Provão Paulista? O CRIA pode te ajudar. Mas o que é o CRIA?

Projetado para ser um corretor de redações baseado em inteligência artificial e processamento de linguagem natural, o CRIA é uma ferramenta útil e simples de utilizar.

Assim, ele utiliza modelos de aprendizado de máquina gerados por redações escritas por alunos reais e corrigidas por professores.

Através do modelo, o CRIA realiza a correção das redações seguindo os parâmetros gerais cobrados por diversos vestibulares.

redacao cria
Agora o CRIA corrige suas redações de todos os vestibulares — Fonte: CRIA.

Quais são as funcionalidades do CRIA?

  • Análise instantânea da redação;
  • Simulação da sua nota do ENEM por competência;
  • Identificação de desvios, todos marcados no seu texto;
  • Traz correções detalhadas por competência;
  • Histórico de progresso;
  • Fornece dados para melhorias na escrita, em texto e/ou avatar explicativo;
  • Plataforma gamificada, pode compartilhar com amigos e obter vantagens;
  • Professor olha as correções do CRIA e pode alterar conforme achar necessário, assim o CRIA sempre aprende com eles.
O CRIA, uma ferramenta de correção de redações com inteligência artificial, te ajuda a praticar para o ENEM — Vídeo: Reprodução.

Qual o passo a passo para utilizar o CRIA?

Após escolher o plano, o CRIA libera seu acesso à plataforma. Então, você pode escolher um tema disponível no site ou enviar outro tema desejado.

Em seguida, escreva o texto na área indica e submeta para correção. Em até 2 minutos sua redação do ENEM estará corrigida conforme as 5 competências do ENEM.

Por fim, após realizar as correções indicadas, atualize a análise para obter um novo resultado.

inteligencia artificial para corrigir redacao
CRIA: corretor de redação por inteligência artificial — Foto: CRIA.

Acompanhe seu progresso

Após enviar as redações, é possível acessar outra ferramenta disponível para os alunos do CRIA: o gráfico com histórico de pontuação.

Assim, por meio dele, é possível visualizar de maneira clara as competências que precisam de mais atenção.

como escrever uma redacao do genero blog
Gráfico de correção de redação interativo — Fonte: CRIA.

A quem o CRIA se destina?

  • Para os professores, visamos diminuir a sobrecarga e otimizar a gestão da turma;
  • Para os alunos, tornarmos o processo mais ágil, divertido, incentivando a prática constante.

Vamos começar? Então acesse aqui.

Esse artigo foi útil?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Lamentamos que este post não tenha sido útil pra você.

Vamos melhorar este post.

Como podemos melhorar esse post?

Mais recentes